Economia Deloitte paga às mulheres britânicas menos 43% do que aos homens

Deloitte paga às mulheres britânicas menos 43% do que aos homens

A unidade britânica da consultora Deloitte apontou que as suas funcionárias recebem, em média, menos 43,2% do que os homens da empresa.
Deloitte paga às mulheres britânicas menos 43% do que aos homens
Reuters
Negócios 08 de março de 2018 às 00:00

A consultora Deloitte paga menos 43,2% às mulheres da sua unidade britânica, em comparação com o que paga aos homens. Trata-se de um dos maiores fossos entre géneros reportados até hoje, refere a Bloomberg.

Os números agora revistos pela Deloitte em matéria de remuneração, por género, aproximam-se do fosso verificado na banca.

O Reino Unidos está a pedir às empresas com mais de 250 funcionários que forneçam às autoridades, até 4 de Abril, os dados sobre as remunerações dos seus trabalhadores.

 

Em Julho do ano passado, sublinha a Bloomberg, a Deloitte divulgou um fosso salarial médio de "apenas" 18,2%, excluindo os sócios de capital. Agora, nestes dados incluíram-se estes sócios, que têm salários bastante elevados, o que contribuiu para alargar a disparidade.

Algumas empresas de prestação de serviços profissionais defendiam que os accionistas das companhias não precisavam de ser incluídos nesses dados. Mas isso gerou controvérsia e críticas por parte dos principais partidos políticos, com a conservadora Nicky Morgan a acusar as consultoras e sociedades de advogados de explorarem uma "lacuna".


(notícia actualizada às 00:43)




Saber mais e Alertas
pub