Economia Detenção de migrantes "deve terminar imediatamente", diz Ban Ki-moon

Detenção de migrantes "deve terminar imediatamente", diz Ban Ki-moon

O secretário-geral das Nações Unidas defendeu o fim das detenções depois de ter visitado dois campos da ilha de Lesbos, na Grécia, que acolhem cerca de 3.400 pessoas.
Detenção de migrantes "deve terminar imediatamente", diz Ban Ki-moon
Reuters
Lusa 18 de junho de 2016 às 19:33

Ban Ki-moon, o secretário-geral das Nações Unidas, defende que "deve terminar imediatamente a detenção" na Grécia de migrantes que chegaram ao país desde a entrada em vigor, em 20 de Março, do acordo UE-Turquia. 

 

De visita a Lesbos, principal porta de entrada dos migrantes na Grécia, Ban apelou à Europa que "responda de uma forma humana, e inspirada dos direitos humanos" à crise migratória, acrescentando que "a detenção não é a solução de deve terminar imediatamente". 

 

O secretário-geral da ONU exprimia-se após ter visitado dois campos da ilha que acolhem cerca de 3.400 pessoas, a maioria detidas antes de um provável reenvio para a Turquia, nos termos do acordo UE-Turquia.

 

A Frontex, a agência europeia de controlo das fronteiras externas, revelou este sábado, 18 de junho, que prevê que o número de refugiados a chegar à União Europeia continue a aumentar. Aponta que só este ano venham mais 300 mil refugiados através do Mediterrâneo e da Líbia.

"Calculamos que estejam a chegar à volta de 10 mil por semana", afirmou o diretor do departamento de operações, Klaus Rösler, em declarações ao diário popular "Bild", notando que a intensa campanha de vigilância por parte das patrulhas da UE faz com que sejam cada vez mais os que se arriscam a essa perigosa travessia.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI