Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente angolano admite que Estado foi lesado em muito mais do que 24 mil milhões de dólares

O Presidente de Angolao admitiu hoje que o Estado angolano terá sido lesado em valores superiores aos já anunciados 24 mil milhões de dólares, devendo surgir "números bem maiores" à medida que se forem aprofundando as investigações judiciais.

AMPE ROGÉRIO
Lusa 15 de Outubro de 2020 às 14:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Num discurso sobre o Estado da Nação que marca hoje a abertura do ano parlamentar, João Lourenço abordou a luta contra a corrupção, que tem sido a bandeira do seu executivo sublinhando a aprovação de diplomas fundamentais e os vários processo crime e cíveis em curso com alguns já transitados em julgado.

O Presidente afirmou que o Estado terá sido lesado em, pelo menos, 24 mil milhões de dólares (20,48 mil milhões de euros), valores que tinha revelado no fim de semana em entrevista ao Wall Street Journal, acrescentando que este montante deve ser superior.

"Dizemos pelo menos por que à medida que se vão aprofundando as investigações de alguns processos e seus protagonistas, vão se descobrindo coisas novas, sendo muito provável que mais tarde se venham a anunciar números bem maiores do que este, que, por si só, já ultrapassam a divida de Angola com seu principal credor", sublinhou, na Assembleia Nacional.

O chefe do executivo angolano estimou que foram já recuperados cerca de 4,9 mil milhões de dólares (4,18 mil milhões de euros) entre imóveis, dinheiro e outros bens.

João Lourenço destacou que o Tribunal de Contas reforçou as ações de fiscalização sobre as contas públicas, o que tem permitido "moralizar a execução financeira do Estado", diminuindo as margens para a prática de corrupção, mudando a perceção dentro e fora do país sobre este "nefasto fenómeno".

Leia o discurso na íntegra: 


Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias