Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santana avança para “libertar Portugal da canga do Estado-Providência”

Pedro Santana Lopes apresentou esta tarde a sua candidatura à liderança do PSD com o objectivo de "libertar Portugal da canga do Estado-Providência".

  • Partilhar artigo
  • ...

Pedro Santana Lopes apresentou esta tarde a sua candidatura à liderança do PSD com o objectivo de "libertar Portugal da canga do Estado-Providência".

Num discurso de mais de meia hora, o antigo primeiro-ministro e actual líder da banda parlamentar laranja apresentou as suas linhas de acção e princípios orientadores para todas as áreas de governação.

Entre as principais bandeiras do candidato à liderança do PSD está a reforma do Estado-Providência. Para Santana Lopes, "o Estado é o D. Sebastião por quem sempre se espera, o ópio da nossa paralisia, a âncora que nos impede de navegar".

Por isso, o antigo primeiro-ministro defende "a reforma do Estado com rescisão amigável dos vínculos à função pública, de modo a não sobrecarregar a Caixa Geral de Aposentações, uma política de harmonização fiscal ibérica e quer condicionar os aumentos salariais a um contrato social que garanta o aumento e a melhoria da produtividade".

Dentro da linha daquilo que já se esperava, o candidato à liderança laranja aproveitou o discurso desta tarde para falar para o País, tentou fugir à guerrilha partidária. Ainda assim, no final da sua intervenção, fez questão de afirmar que "a demissão de Luis Filipe Menezes não pode ser em vão".

Na sede nacional do PSD estiveram os amigos de sempre: Pedro Pinto, José Manuel dos Santos – antigo presidente da CM de Ourique - , Arlindo de Carvalho – ex-ministro da Saúde de Cavaco Silva – e Conceição Monteiro – antiga secretária pessoa de Francisco Sá Carneiro.

Outras Notícias