Educação Governo quer reduzir 1.000 vagas no Ensino Superior em Lisboa e Porto

Governo quer reduzir 1.000 vagas no Ensino Superior em Lisboa e Porto

O Governo pretende atrair mais alunos para outras instituições do país além dos dois grandes centros, Lisboa e Porto.
Governo quer reduzir 1.000 vagas no Ensino Superior em Lisboa e Porto
André Cravinho / Correio da Manhã
Raquel Murgeira 22 de fevereiro de 2018 às 11:50

O Ministério da Ciência e do Ensino Superior avança com uma proposta de corte de vagas em Lisboa e no Porto. O ministro explicou à TSF que o intuito passa por levar mais alunos para outras instituições do país.

Esta medida está ainda em discussão mas a ideia é que entre em vigor já em Setembro. Segundo a TSF, o Governo pretende diminuir em 5% as vagas disponíveis nas instituições de Ensino Superior tanto em Lisboa como no Porto, o que corresponde a cerca de mil lugares.

Em 2010, 42% dos estudantes do Ensino Superior estavam em Lisboa e no Porto. Em 2015, essa percentagem subiu para 46%, este ano lectivo atingiu os 48%.

Em entrevista à Antena 1, Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior adianta que pretendem "começar nos próximos dois anos uma pequena redução das vagas em Lisboa e no Porto para poder ter mais estudantes de formação inicial gradualmente no interior do país".


A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) já tinha alertado para um excesso de alunos concentrados nas duas grandes cidades de Portugal. Com vista a alterar este cenário, o Governo pretende agora avançar com esta proposta e acredita que mais alunos serão atraídos para outras cidades do país.

Os cursos de Medicina, Tecnologias de Informação e Física ficam de fora desta medida. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 23.02.2018

Esvaziar o litoral de clima ameno e envia-los para o inferno de verão e polo norte de inverno desprotegidos,longe família e sujeitos a abusos de praxes nojentas e outras
é o destino para estes betinhos.A adaptação ao interior é difícil e um castigo,a prisão n seria pior.

pertinaz 23.02.2018

FOSSE NO TEMPO DE PASSOS COELHO E HAVERIA MANIFESTAÇÕES DE PROFESSORES E ESTUDANTES A IMOLAR-SE PELO FOGO...

pub