Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sindicatos só desconvocam greve se TAP garantir futuro da Groundforce

Os representantes dos trabalhadores da TAP afirmam-se "disponíveis para conversar" na reunião de hoje com a administração, mas dizem que só desconvocam a greve se a empresa garantir o futuro da Groundforce e todos os postos de trabalho.

Negócios com Lusa 27 de Agosto de 2009 às 10:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os representantes dos trabalhadores da TAP afirmam-se "disponíveis para conversar" na reunião de hoje com a administração, mas dizem que só desconvocam a greve se a empresa garantir o futuro da Groundforce e todos os postos de trabalho.

"Não sabemos o que a empresa nos quer dizer mas sem as tais garantias [garantia do futuro da Groundforce e dos seus postos de trabalho] a greve [marcada para sexta-feira e sábado] mantém-se", afirmou à Agência Lusa Vítor Mesquita, do sindicato dos Trabalhadores de Aviação e Aeroportos (SITAVA).

O sindicalista considera no entanto que a empresa "tem todas as condições para responder positivamente" às questões levantadas pelos sindicatos, inclusive a da garantia do futuro da empresa.

"Nós vamos a todas as reuniões e estamos sempre disponíveis para conversar. O que nos preocupa é que a algumas horas de iniciarmos uma greve sejamos chamados para uma reunião quanto tiveram quinze dias para o fazer", acrescentou Vítor Mesquita.

A Groundforce convidou os sindicatos representativos da empresa se reunirem hoje às 12:00, com o objectivo de analisar propostas para a viabilização da empresa, afirmou à Lusa fonte da empresa.

A empresa de handling diz reafirmar "a disponibilidade, nunca recusada, para um diálogo com os sindicatos, integrando os seus contributos construtivos".

"O objectivo [da reunião] é analisar os resultados do grupo de trabalho formado há alguns meses, composto por responsáveis da Groundforce e dos sindicatos, para analisar conjuntamente propostas que contribuam para a viabilização da empresa", refere.

A empresa de handling diz que a actividade do grupo de trabalho decorreu entre Junho e Julho e que foi interrompida, "sem que nada o fizesse prever, pela apresentação de um pré-aviso de greve".

Os sindicatos dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), dos Trabalhadores de Aviação e Aeroportos (SITAVA), das Indústrias Metalúrgicas e Afins (SIMA), Nacional dos Trabalhadores da Aviação Civil (SINTAC) e dos Quadros da Aviação Comercial (SQAC) apresentaram um pré-aviso de greve para os dias 28 e 29 de Agosto (sexta-feira e sábado) e 11 e 12 de Setembro, estando ainda prevista greve ao trabalho suplementar de 28 de Agosto a 30 de Setembro.

Os cinco sindicatos dos trabalhadores da TAP alegam a falta de diálogo e a manutenção da intenção de venda da Groudforce pela administração da TAP como os principais motivos para a convocação da greve que, afirmam, poderá ter uma adesão superior 90%.

Ver comentários
Outras Notícias