Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxa de desemprego estabiliza em Setembro em 10,9%

A taxa de desemprego estabilizou em Setembro em 10,9%, de acordo com a estimativa definitiva do INE, divulgada esta manhã. A estimativa provisória para o mês de Outubro aponta para uma ligeira descida da taxa para 10,8%.

pessoas desemprego emprego
Reuters
Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 30 de Novembro de 2016 às 11:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

A taxa de desemprego estabilizou em Setembro nos 10,9%, um valor que se verifica pelo terceiro mês consecutivo. A estimativa inicial do INE, divulgada no início do mês, apontava para uma ligeira descida da taxa de desemprego mensal para 10,8%, mas os dados definitivos hoje divulgados corrigem em alta essa primeira previsão.

A estimativa provisória para a taxa de desemprego em Outubro já aponta para uma descida de uma décima deste indicador, que cai para 10,8%.

Os dados do INE hoje divulgados mostram, assim, que a taxa de desemprego medida de forma mensal se situa nos 10,9% desde Julho. Nesse mês havia descido uma décima face a Junho (11%). A população desempregada em Setembro cifrou-se em 558,2 mil pessoas, caindo 0,3% face a Agosto (menos 1.600 pessoas). Já a população empregada situou-se em 4.567,9 mil pessoas, o que também traduz uma redução de uma décima face ao mês anterior (de 5.100 pessoas).

A população empregada de homens manteve-se inalterada, e a das mulheres aumentou 0,1% em Setembro. A descida de desempregados homens e mulheres foi similar (0,8% em ambos os casos), mas a taxa de desemprego dos dois géneros manteve-se inalterada face a Agosto (11% nas mulheres, 10,8% nos homens).

A população desempregada de jovens aumentou de forma assinalável: os 96.300 jovens em Agosto deram lugar a 103.800 em Setembro. A taxa de desemprego jovem (pessoas de 15 a 24 anos) inverteu a descida registada no mês passado e passou de 26,7% para 28,6%.

Desemprego terá descido em Outubro

 

Se os dados definitivos apontam para uma estagnação no último trimestre, a esperança reside no mês de Outubro. As estimativas iniciais do INE, igualmente divulgadas esta manhã, indicam que a taxa de desemprego caiu em Outubro para 10,8%. Se as estimativas definitivas (que serão conhecidas dentro de um mês) confirmarem esta redução, isso significa que o mês passado foi o primeiro desde Julho a registar uma queda da taxa de desemprego mensal, que é ajustada de sazonalidade.


As estimativas provisórias do INE podem ser revistas quando são divulgadas as estimativas definitivas. Foi isso que aconteceu em Setembro, com uma revisão em alta da taxa de desemprego (de 10,8% para 10,9%); em Agosto foi o contrário: os dados provisórios apontavam para uma subida da taxa (11%), e os definitivos corrigiram essa previsão em baixa (10,9%).

A estimativa mensal divulgada pelo INE é diferente da estimativa trimestral. Esta última, divulgada no início do corrente mês, não é ajustada de sazonalidade e coloca o desemprego no terceiro trimestre deste ano nos 10,5%.


Notícia actualizada às 11:44 com mais informação

Ver comentários
Saber mais INE taxa de desemprego mercado de trabalho
Mais lidas
Outras Notícias