Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Asmussen: “Debate entre austeridade e crescimento é completamente errado”

Joerg Asmussen, membro do conselho executivo do BCE, defende que os países devem continuar a promover a consolidação orçamental para evitar sobrecarregar as novas gerações.

Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 18 de Julho de 2013 às 11:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

“Temos de continuar com políticas orçamentais correctas”, disse Asmussen num painel de discussão em Vilnius, na Lituânia, que conta também com a presença de Christine Lagarde, directora-geral do Fundo Monetário Internacional.

 

“O debate entre austeridade e crescimento é completamente errado”, atirou. “Não podemos deixar a geração mais nova com o duplo fardo de não ter emprego e, ao mesmo tempo, a responsabilidade de pagar pela dívida que vão herdar”.

 

O responsável reiterou também que o BCE irá manter as taxas de juro em níveis baixos por quanto tempo for necessário, repetindo as declarações de Mario Draghi no final da última reunião do Conselho de Governadores. E garantiu também que o programa anunciado pelo BCE no Verão passado, de possível compra de dívida pública nos mercados, “ainda é válido, absolutamente”.

 

Asmussen afirmou que o BCE “tem uma gama de ferramentas convencionais e não convencionais” para apoiar o crescimento e a estabilidade dos preços”. No entanto, alertou para os limites para a influência do BCE no estímulo à prestação de crédito ao sector privado (empresas e famílias).

 

“Não há nada que possamos fazer se a concessão de crédito é escassa porque os bancos têm balanços fracos”, disse. Por outro lado, “se um governo perder a credibilidade política, também não há nada que possamos fazer”, concluiu.

Ver comentários
Saber mais Asmussen BCE
Outras Notícias