União Europeia Espanha recua na reforma do euro e alinha posição com Paris

Espanha recua na reforma do euro e alinha posição com Paris

O governo espanhol recuou nas suas propostas para a reforma da Zona Euro e alinhou quase na totalidade com a visão defendida por Paris para o futuro da zona da moeda única.
Espanha recua na reforma do euro e alinha posição com Paris
Pedro Elias
Negócios 23 de abril de 2018 às 16:47

As novas propostas de Madrid incluem um mecanismo fiscal anticrise, a concretização da união bancária e o alargamento das funções do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), que se tornaria uma espécie de Fundo Monetário Europeu, noticia esta segunda-feira o El País. 

O Ministério da Economia espanhol entregou hoje as suas propostas em Bruxelas, deixando cair a criação de títulos de dívida europeus (eurobonds) e a criação de um Tesouro europeu.

As eurobonds são um dos principais obstáculos nas negociações entre os Estados-membros, com a Alemanha a ser frontalmente contra e a França e os países do Sul a defenderem esta possibilidade.

Na cimeira europeia de Junho deverão ser dados passos na união bancária, nomeadamente o reforço do fundo de resolução e clarificar o fundo de garantia de depósitos comum.

A redução dos riscos e a mutualização dos riscos, através de títulos de dívida associados a todos os países da Zona Euro (eurobonds), são defendidas pela maioria dos países do Sul, mas contam com forte oposição da Alemanha e outros países do Norte, em particular a Holanda. Este bloco nem quer ouvir falar dessa hipótese até os riscos no Sul serem substancialmente inferiores, temendo que os contribuintes do Norte paguem a factura de problemas nas finanças dos países do Sul.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI