Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo promete "grande baixa" de IRS no próximo ano

António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, atirou para 2021 a redução do IRS, com eventuais alterações aos escalões do imposto, para beneficiar os rendimentos médios.

Miguel Baltazar/Negócios
Margarida Peixoto margaridapeixoto@negocios.pt 04 de Fevereiro de 2020 às 15:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 39
  • ...
António Mendonça Mendes, secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, prometeu para o próximo ano fazer "uma grande baixa de impostos para os rendimentos médios". O governante respondia a Mariana Mortágua, deputada do BE, e Duarte Alves, deputado do PCP, que pediam mais medidas de alívio já no Orçamento do Estado para 2020.

"Conseguiremos fazer no próximo ano uma grande baixa de impostos para os rendimentos médios e nessa altura olharemos para os escalões," disse António Mendonça Mendes, lembrando que o Governo tem feito "um caminho orçamental prudente" que permite que as famílias portuguesas paguem "menos mil milhões de euros de impostos."

Mariana Mortágua, bloquista, tinha registado a vontade do partido de fazer uma reforma "profunda" no IRS no próximo ano, mas defendeu que pelo menos a atualização dos escalões prevista para este ano deveria ter por base a taxa de inflação prevista para 2020 e não apenas os 0,3%, "para que não exista qualquer efeito, ainda que marginal," nos rendimentos dos trabalhadores.

Duarte Alves, comunista, defendeu também a proposta de atualizar os escalões à taxa de inflação esperada (1%), bem como o aumento da dedução específica.
Ver comentários
Saber mais IRS António Mendonça Mendes Mariana Mortágua Duarte Alves IRS
Mais lidas
Outras Notícias