Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hong Kong: Chefe do Executivo aceita dialogar com líderes estudantis

O chefe do Executivo de Hong Kong, Leung Chun-ying, afirmou esta quinta-feira que aceita dialogar com os dirigentes estudantis que lideram as manifestações pró-democracia, rejeitando, no entanto, renunciar ao cargo.

Reuters
Lusa 02 de Outubro de 2014 às 17:44

A intervenção de Leung Chun-ying, qualificado pelos manifestantes como um defensor dos interesses de Pequim, ocorreu momentos antes do fim do ultimato dos activistas pró-democracia às autoridades da Região Administrativa Especial chinesa.

 

Os dirigentes estudantis que lideram as manifestações pró-democracia, que ocupam áreas do centro de Hong Kong desde o fim-de-semana, exigiram a renúncia de Leung Chun-ying até à meia-noite de hoje (17h em Lisboa), ameaçando intensificar as acções de protesto e invadir edifícios governamentais caso isso não aconteça.

 

O governo e a polícia têm advertido os manifestantes contra qualquer escalada dos acontecimentos. 

 

Durante o dia de hoje, a polícia reforçou as provisões de gás lacrimogéneo e de balas de borracha, o que fez aumentar os temores de uma conclusão violenta para a mais grave crise política nesta antiga colónia britânica desde que regressou à soberania chinesa em Julho de 1997.

Ver comentários
Saber mais Hong Kong
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio