Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UE abdica de 100 milhões de doses da Janssen e pondera doar outros 100 milhões

Os Governos europeus estão a perder confiança na vacina ligada a casos de tromboembolia e a dificuldades nas cadeias de produção e distribuição. Estão contratualizados mais 100 milhões de doses opcionais.

João Ruas Marques 10 de Junho de 2021 às 12:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A União Europeia vai abdicar de 100 milhões de doses de vacina da Janssen, a farmacêutica da Johnsson&Johnsson, cuja opção de compra estava já contratualizada e expirou no final do mês de março, avança esta quinta-feira a Reuters citando fontes de Bruxelas.

Para além de abdicar de doses, as mesmas fontes afirmaram ainda que está em cima da mesa uma doação de outros 100 milhões de doses da mesa vacina, se forem requisitados pelos devidos organismos.

Na raiz da decisão está uma evidente perda de confiança na fórmula da farmacêutica americana, inicialmente tida como essencial para acelerar o processo de vacinação no continente, que apesar de requerer apenas uma dose tem sido relegada para última opção na maioria dos países depois de associada à criação de coágulos no sangue e devido aos problemas na cadeia de distribuição e produção.

O contrato original assinado entre a UE e a farmacêutica previa a compra de 200 milhões de doses, com opção de compra para outras 200 milhões de vacinas separadas em duas entregas de 100 milhões.

Resta assim a opção de compra para 100 milhões de doses, com data de validade contratual até ao final do mês de junho. Bruxelas ainda não decidiu se pretende acionar o contrato, sobretudo pelos problemas na cadeia de produção observados na farmacêutica.

A encomenda inicial previa que a Janssen entregasse 55 milhões de doses da vacina até final de junho mas até ao momento apenas foram entregues cerca de 12 milhões, refere a Reuters citando fonte da Comissão.

Doação de 100 milhões de doses

Segundo as estimativas europeias, os Estados-membros deverão ter doses suficientes para vacinar toda a população adulta durante o verão e existem ainda contratos de milhões de doses previstos para os próximos anos, na iminência de serem necessárias doses de reforço.

Ainda assim, a UE está a ponderar acionar a opção de compra de 100 milhões de doses com destino a doações, e tem um compromisso assumido de 100 milhões em doações até ao final do ano.

A COVAX, o principal órgão de solidariedade no que diz respeito às vacinas contra a covid-19 distribuiu já cerca de 80 milhões de doses entre 30 países pobres mas tem sido alvo de problemas de fornecimento com a situação crítica que se instalou na Índia – o seu principal fornecedor.

Antes das quebras no fornecimento, a COVAX tinha como objetivo doar 2 mil milhões de doses até ao final do ano, uma meta que parece agora longe da realidade.

 

Ver comentários
Saber mais covid-19 saúde vacinas Johnsson&Johnsson Janssen UE
Outras Notícias