Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PR: País está "sereno" apesar de combate político sobre TSU

O Presidente da República reiterou esta quinta-feira que já fez tudo o que tinha de fazer em torno da baixa da taxa social única (TSU), advogando que os "combates políticos" sobre a matéria não retiram serenidade ao país.

Bruno Simão/Negócios
Lusa 19 de Janeiro de 2017 às 19:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
"O que tinha a fazer sobre esta matéria, está feito", disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, à margem de uma iniciativa em Lisboa, e depois de se saber que o chefe de Estado recebe na sexta-feira os representantes das quatro confederações patronais, a poucos dias de o parlamento poder chumbar a descida da TSU para os empregadores, após acordo em concertação social.

"O que foi feito, foi feito. E há que encarar a realidade com normalidade", pediu Marcelo Rebelo de Sousa, para quem "o país está sereno, está calmo, tranquilo".

Questionado sobre as trocas de argumentação política sobre a matéria, o chefe de Estado respondeu: "A política é feita de combates políticos, lutas políticas, debates políticos, agora o país está genericamente sereno, entramos em 2017 como saímos de 2016, serenamente".

Marcelo Rebelo de Sousa recebe ainda na segunda-feira a central sindical UGT, que também subscreveu o acordo alcançado entre o Governo e os parceiros sociais em 22 de Dezembro e assinado na terça-feira, adiantou à agência Lusa fonte da Presidente da República.

A redução da TSU dos empregadores em 1,25 pontos percentuais pode ser travada pela Assembleia da República a 25 de Janeiro, quando serão debatidas as apreciações parlamentares de BE e PCP para evitar a sua entrada em vigor, em Fevereiro.

O PSD também já anunciou que vai votar ao lado do PCP e do BE.

Marcelo Rebelo de Sousa falou com a imprensa depois da entrega da Medalha de Honra da Sociedade de Geografia de Lisboa ao Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP).
Ver comentários
Saber mais Marcelo Rebelo de Sousa chefe de Estado Lisboa TSU UGT Governo Presidente da República Assembleia da República PSD executivo (governo) questões sociais
Mais lidas
Outras Notícias