Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ford quer vender primeiros carros autónomos em 2025

Antes de chegarem aos consumidores finais, a marca prepara-se para, dentro de cinco anos, começar a vender os primeiros veículos a plataformas de transporte como a Uber.

Ford atinge prejuízo histórico de 14,6 mil milhões de dólares
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 16 de Agosto de 2016 às 23:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Depois de fabricantes e marcas mundias como a Tesla ou a Google, é a vez de mais um gigante automóvel entrar na corrida pela produção de carros de condução autónoma.

A Ford quer ter prontas as primeiras viaturas dentro de cinco anos para as vender a empresas que gerem frotas de transporte de passageiros, como é o caso da plataforma electrónica Uber, procurando assim seduzir os clientes com a redução de custos com pessoal. Contudo, não se compromete para já com qualquer cliente específico. 

Já os consumidores finais terão de esperar mais tempo, uma vez que a empresa não prevê colocar nos stands antes de 2025 as viaturas que pouco necessitam da intervenção do condutor, afirmou o administrador Raj Nair, citado pela Reuters. 

No caminho para esse objectivo, a empresa está a duplicar a sua equipa de investigação (para 260 efectivos até ao final de 2017) e a explorar a possibilidade de investimentos em tecnológicas de Silicon Valley. Por outro lado, triplica o investimento em tecnologias associadas ao desenvolvimento de automóveis autónomos.

Este ano deverão estar prontos os primeiros protótipos (30) de veículos autónomos Fusion Hybrid, a que se juntam mais 90 no próximo ano, nos estados norte-americanos da Califórnia, Arizona e Michigan.

Esta terça-feira, a empresa norte-americana e a tecnológica chinesa Baidu anunciaram um investimento conjunto de 150 milhões de dólares (cerca de 133 milhões de euros) na empresa Velodyne, que desenvolve sensores laser usados na construção de automóveis autónomos.

Recorde-se que em Maio o desenvolvimento destes veículos viu surgir as primeiras grandes dúvidas quanto à segurança do sistema, depois de um choque com um carro autónomo da Tesla ter provocado a primeira vítima mortal.

Os títulos da Ford encerraram a sessão desta terça-feira a valer 12,34 dólares, depois de uma queda de 0,72% em Nova Iorque.
Ver comentários
Saber mais Ford economia negócios e finanças indústria metalomecânica e engenharia automóvel ciência e tecnologia
Mais lidas
Outras Notícias