Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Elogios a Marcelo no arranque da conferência da banca

A TVI está a cumprir o seu dever ao organizar uma conferência sobre a banca, defende o director de informação Sérgio Figueiredo. A Associação Portuguesa de Bancos elogia a intervenção de Marcelo Rebelo de Sousa no sector.

Bruno Simão
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

José Luís Arnaut. Daniel Proença de Carvalho. Elisa Ferreira. Marcelo Rebelo de Sousa. Esta terça-feira, os três nomes estão no mesmo local. A ouvir as mesmas declarações. O tema é um: banca.

 

O salão Nobre do Ritz abriu esta terça-feira, 17 de Maio, para dar as boas-vindas a banqueiros e interessados no tema numa conferência organizada pela Associação Portuguesa de Bancos e pela TVI.

 

"O presente e o futuro do sector bancário" foi a denominação escolhida para a conferência. Fernando Faria de Oliveira, que preside à Associação Portuguesa de Bancos (APB), confessou que houve dúvidas sobre o título do evento, mas acabou por ficar este para que se encontre uma "percepção clara da situação da banca portuguesa" e se desenhe uma "visão sobre caminho a percorrer para o seu fortalecimento".

 

As palavras foram ditas aos cerca de 200 participantes na conferência mas Faria de Oliveira quis deixar uma palavra especial ao Presidente da República pela "particular atenção e importância que confere à estabilidade financeira". Marcelo Rebelo de Sousa interveio, por exemplo, no diferendo accionista que separou Isabel dos Santos e o CaixaBank no BPI.

 

"Um amigo da casa e, sobretudo, o Presidente de todos os portugueses", afirmou Sérgio Figueiredo, o director de informação da TVI, sobre o antigo comentador de todos os domingos na estação de Queluz de Baixo. Aliás, a TVI, como organizadora, esteve em força na conferência: Rosa Cullell, da Media Capital, e Luís Cunha Velho, da TVI, também marcaram presença.

 

Figueiredo fez uma declaração sobre as diferenças das bancas nos últimos anos, afirmando que a consolidação bancária era, antes, "fruto de estratégias concorrenciais agressivas" e agora acontece porque os bancos precisam de se juntar para "ultrapassar as dificuldades". "A banca tem de se reinventar hoje", disse.

 

"A TVI cumpre assim a sua missão: debater, analisar, questionar, contribuir para a transparência e sociedade mais esclarecida, enriquecendo o conhecimento. função essencial do jornalismo", concluiu Sérgio Figueiredo – que estará na comissão de inquérito ao Banif esta quarta-feira pela notícia que anunciou o fecho do banco uma semana antes da resolução. 

 

O Presidente da República está na conferência ao lado dos banqueiros dos grandes bancos nacionais: Novo Banco (Eduardo Stock da Cunha), BCP (Nuno Amado), BPI (Fernando Ulrich), Santander (António Vieira Monteiro), que vão participar num debate nesta terça-feira.

Também José Félix Morgado (Montepio) está na sala que conta, por exemplo, com os deputados do PSD Luís Montenegro e Teresa Leal Coelho (esta última líder da comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, onde são debatidos os temas da banca).

(Notícia actualizada às 10:38 com alteração do título)

Ver comentários
Saber mais José Luís Arnaut Daniel Proença de Carvalho Elisa Ferreira Marcelo Rebelo de Sousa APB TVI BCP BPI Santander PSD media bancos banca
Mais lidas
Outras Notícias