Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dissidentes candidatam-se contra actual presidente do sindicato dos quadros bancários

Vários dissidentes dos actuais corpos sociais do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários apresentaram esta quinta-feira a sua candidatura às eleições do próximo dia 18 de Dezembro.  

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 29 de Outubro de 2015 às 16:16
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Um grupo de associados do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB), dissidentes dos actuais órgãos sociais, e liderado por Ana Cristina Gouveia, formalizaram esta quinta-feira, 29 de Novembro, a sua candidatura às eleições de 18 de Dezembro.

Em paralelo corre um pedido de convocatória de uma assembleia-geral extraordinária, formalizado por um grupo de associados liderado por um dos sócios fundadores, Armando Lázaro, para afastar o actual presidente e nomear uma comissão administrativa para gerir o sindicato até à realização de eleições.

Este grupo de associados acusa o presidente do sindicato, Afonso Diz, no cargo há mais de duas décadas, de má gestão e de tomar decisões "sem o conhecimento dos associados".

Em resposta, a direcção de Afonso Diz nega todas as acusações. "As notícias que têm sido veiculadas sobre a gestão deste sindicato e que referem alegadas práticas de gestão danosa e desvio de dinheiro dos cofres da instituição são totalmente falsas e aparecem, não por acaso, num momento em que se avizinham a data das eleições para os corpos sociais", referia um comunicado da actual direcção emitido no dia 15 de Outubro.

A direcção de Afonso Diz acusa ainda alguns sócios de "denegrirem o bom-nome da direcção em nome de uma ambição desmedida ou de desejos de vingança por derrotas eleitorais passadas".

O comunicado da lista liderada por Ana Cristina Gouveia refere ainda, com base em notícias avançadas por vários meios de comunicação social, que Afonso Diz, "está a ser investigado pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) por abuso de confiança, incluindo aplicações de alto risco feitas no antigo Banco Espírito Santo e na Rioforte que ditaram perdas de milhões aos 17 mil associados" do SNQTB.  

Ver comentários
Saber mais Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários SNQTB Ana Cristina Gouveia Armando Lázaro Afonso Diz Departamento de Investigação e Acção Penal DIAP Banco Espírito Santo banca
Outras Notícias