Banca & Finanças Governo apadrinha entrada da Santa Casa no Montepio

Governo apadrinha entrada da Santa Casa no Montepio

Este projecto, revelado pelo Diário de Notícias desta quinta-feira, 30 de Março, tem como objectivo recentrar o banco no apoio à economia social.
Governo apadrinha entrada da Santa Casa no Montepio
Negócios 30 de março de 2017 às 09:28

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) e outras instituições da área social poderão entrar no capital da Caixa Económica Montepio Geral, numa solução que tem como objectivo não só dar mais solidez ao banco, mas também reorientar a instituição no apoio à economia social, adiantou o DN.


O jornal salientou que a ideia está a ser apadrinhada pelo Governo e conta com o apoio dos donos do Montepio, a Associação Mutualista. O presidente desta entidade, Tomás Correia, tem estado em reuniões com o Banco de Portugal, Governo e SCML para encontrar um consenso em torno do projecto, que poderá estar para breve.


O DN cita o ministro do Trabalho e Segurança Social, Vieira da Silva, que disse ao jornal que vê "com bons olhos a associação da Santa Casa da Misericórdia e de outras instituições da área social à Caixa Económica Montepio Geral".


A abertura de capital do banco a estas instituições irá recentrar a actividade na economia social, fazendo regressar o Montepio às suas origens. Fonte da SCML confirmou as conversações ao DN mas disse ainda estar a analisar a questão.


Além desta estratégia, será ainda criado um Fundo de Garantia Mutualista, semelhante ao actual Fundo de Garantia de Depósitos, que servirá para ajudar os mutualistas em caso de crise na Associação Mutualista. Esta entidade já deu a conhecer ao Governo a sua disponibilidade para ser supervisionada pela Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões.  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI