Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Novas acções do Bankia começam no vermelho

As acções do Bankia, depois do ajuste no valor, iniciaram a sessão a cair 15% e encontram-se agora a depreciar mais de 10,24%, depois de ter havido a emissão de novos títulos.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 22 de Abril de 2013 às 12:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os novos títulos do Bankia, que se estrearam hoje, depois da redução para um cêntimo do seu valor nominal e simultânea agrupação numa proporção de 100 para um (“contrasplit”), têm sofrido grandes oscilações, tendo já registado uma queda máxima de 19,41% para os 13,70 euros, bem como uma subida máxima de 5,88% para os 18 euros. Encontram-se agora a depreciar 10,24% para os 15,26 euros.

 

Os novos títulos entraram em bolsa a 17 euros por acção, sendo que na passada sexta-feira encerraram o dia a valer 0,17 euros. Esta é a última fase do processo de recapitalização do grupo BFA-Bankia, que inclui uma série de medidas do fundo de reestruturação ordenada da banca (FROB), segundo noticia o “El País”.

 

Entre estas medidas encontram-se a redução do valor nominal dos títulos existente, de dois euros para os actuais 0,01 euros, o “contrasplit”, a substituição de obrigações convertíveis emitidos pelo Bankia e subscritos pelo BFA por uma ampliação de capital de 10.700 milhões, e a troca de instrumentos híbridos por acções do Bankia visando um total de 4.840 milhões de euros.

 

Os novos títulos foram emitidos a um preço de 1,352 euros por acção, em que um euro é o valor nominal e 0,35 euros o prémio de emissão para absorver a valorização económica negativa de 4.845 milhões de euros da entidade.

 

Segundo o FROB, acabar com o Bankia teria custado 64.000 milhões de euros, três vezes mais do que as ajudas que o banco recebeu.

Ver comentários
Saber mais Bankia FROB acções
Outras Notícias