Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Autoeuropa ainda não decidiu quantos dias vai parar em 2012

A Autoeuropa acaba de emitir um comunicado onde desmente a notícia hoje veiculada, segunda a qual a fábrica iria para a sua produção durante 22 dias este ano. A fábrica de Palmela esclarece que é "totalmente extemporâneo" fazer previsões neste momento.

Francisco Cardoso Pinto franciscopinto@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 13:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O "Diário Económico" avança hoje que a Auteuropa vai parar a produção durante 22 dias em 2012, fruto de uma, avança o diário, descida de produção. Face a esta notícia, a Autoeuropa enviou um comunicado onde esclarece que não é possível, nesta altura, prever o número de "down days" serão utilizados este ano.

"É totalmente extemporâneo, neste momento, prever a totalidade dos dias de não produção que haverá ao longo de 2012", refere a fábrica em comunicado. A principal razão prende-se com o facto de "a gestão de produção" da fábrica de Palmela ser "feita mensalmente em função das encomendas e da situação do mercado", pelo que não é possível, "neste momento, fazer uma estimativa exacta da produção".

A esse propósito, refira-se que a mesma notícia hoje divulgada adianta que a fábrica prevê uma queda de produção este ano, para os 120 mil carros (este ano a produção deverá rondar as 130 mil unidades).

Contactada pelo Negócios, fonte oficial da fábrica sublinha que a empresa tem "acordados com os trabalhadores 22 dias de não produção, que podem ou não ser utilizados", mediante a produção da fábrica.

Este mecanismo, esclarece a mesma fonte "é um sistema de flexibilização laboral" utilizado para fazer face a eventuais quebras de produção, sem que isso afecte os postos de trabalho da empresa.

Ao Negócios, a mesma fonte reafirmou a ideia de que é prematuro estar a adiantar quantos "down days" serão efectivamente utilizados pelos trabalhadores, na mesma medida em que é prematuro antecipar a produção para este ano.

O comunicado da empresa termina referindo que "notícias baseadas em cenários não confirmados sobre estas matérias, apenas resultam em prejuízo para a estabilidade da empresa e dos seus colaboradores".
Ver comentários
Saber mais Autoeuropa Automóvel
Outras Notícias