Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Campeões mundiais das duas rodas estão no Porto a “dar gás” a leis anti-dumping

Cerca de 160 líderes globais do sector das duas rodas estão no Porto a participar no primeiro fórum mundial desta indústria, com o “núcleo duro” europeu a defender leis anti-dumping e de regulamentação de produtos oriundos de outros mercados.

Alfândega do Porto recebe, hoje e amanhã, o primeiro fórum mundial do sector das duas rodas. Bloomberg
Rui Neves ruineves@negocios.pt 07 de Junho de 2017 às 15:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Arrancou hoje, 7 de Junho, no edifício da Alfândega do Porto, o World Cycling Forum, o primeiro fórum mundial dedicado ao sector das duas rodas.

 

Durante dois dias, os representantes de 160 líderes mundiais do sector vão discutir os principais problemas e tendências futuras para o mercado das duas rodas, tendo como mote "a centralização no consumidor e aumentar a velocidade do mercado".

 

A Decathlon, a EBMA e o Accel Group, que constituem "núcleo duro" dos interesses europeus no mercado mundial, vão defender "leis anti-dumping e de regulamentação de produtos oriundos de outros mercados, com vista a serem mantidos parâmetros de qualidade, segurança e de produção responsável", avança a organização, em comunicado.

 

Portugal faz-se representar neste fórum pela associação Abimota, que tem um espaço de 50 metros quadrados de exposição, onde estão representadas algumas das PME ligadas ao sector e ainda pelos líderes de mercado Polisport, Rodi, Miranda, Ciclo Fapril e Triangles, também associados daquela estrutura associativa.

 

A Polisport é uma das empresas líderes do sector das duas rodas. Com seis bases fabris e 250 trabalhadores, prevê facturar este ano cerca de 28 milhões de euros, com o grosso da produção a pedalar para dezenas de mercados internacionais.

A indústria portuguesa de bicicletas, que está a caminho dos 400 milhões de euros de facturação, ocupa o terceiro lugar dos maiores fabricantes europeus de bicicletas, com uma produção anual superior a 1,6 milhões de unidades, e emprega mais de 7.500 pessoas, dos quais perto de duas mil são empregos directos. 

Ver comentários
Saber mais bicicletas motas rodas Abimota world cycling forum Decatlon EBMA Accel Polisport Rodi Miranda Ciclo Fapril Triangles
Mais lidas
Outras Notícias