Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Champalimaud aproveita mínimo histórico para reforçar nos CTT

O maior acionista dos CTT comprou 39.500 ações da empresa de correios no dia em que os títulos negociaram no valor mais baixo de sempre.

Negócios jng@negocios.pt 16 de Maio de 2019 às 18:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A Manuel Champalimaud SGPS, maior acionista dos CTT, reforçou este estatuto ao comprar ações da empresa de correios na sessão de quarta-feira.

A empresa adquiriu 39.500 ações a um preço médio de 2,1853 euros, pelo que realizou um investimento de 86.319,35 euros.

A compra dos títulos ocorreu numa sessão em que a cotada ainda liderada por Francisco de Lacerda renovou mínimos históricos na bolsa portuguesa. Os títulos tocaram ontem nos 2,148 euros, tendo hoje recuperado 0,27% para 2,21 euros.

À cotação atual os CTT estão avaliados em bolsa em 331,5 milhões de euros, sendo que desde o início do ano acumulam uma queda de 24,98%.

Após este ligeiro reforço, à holding de Manuel Champalimaud passou a ser imputável 12,336% do capital dos CTT, através de 18.504.71 ações. Algumas destas ações são detidas diretamente por administradores da holding, entre eles o próprio Manuel Champalimaud e João Bento, que vai ser o próximo CEO da empresa dos correios.

Ver comentários
Saber mais Francisco de Lacerda Manuel Champalimaud SGPS Manuel Champalimaud CTT João Bento
Mais lidas
Outras Notícias