Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Farfetch perde menos do que o esperado e duplica receitas. Mercado aplaude e ações disparam 15%

A empresa liderada pelo português José Neves reportou esta quinta-feira à noite, após o fecho de Wall Street, as contas do quarto trimestre e de 2019. No trimestre, as perdas foram inferiores ao previsto e as vendas quase duplicaram. Resultado: uma subida de mais de 15% em bolsa.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2020 às 00:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Farfetch registou perdas de 110 milhões de dólares no quarto trimestre (correspondentes a 34 cêntimos por ação), contra 9,9 milhões (3 cêntimos por ação) de prejuízos no período homólogo de 2018. Sem itens extraordinários (resultado ajustado), a perda foi de 8 cêntimos por ação no trimestre.

 

Já as receitas do trimestre dispararam de 195 para 382 milhões de dólares, anunciou a empresa esta noite.

 

Os analistas inquiridos pela FactSet anteviam uma perda ajustada de 18 cêntimos por ação e vendas no valor de 341 milhões de dólares.

 

A Farfetch, sediada em Londres e cotada desde setembro de 2018 na bolsa de Nova Iorque, está já a capitalizar os aplausos dos investidores perante estes resultados melhores do que o projetado.

 

Depois de encerrar a sessão do horário regular desta quinta-feira a ceder 3,60% para 9,51 dólares, segue agora a disparar 15,67% no "after hours" de Wall Street para 11 dólares.

 

José Neves (na foto), fundador, CEO e co-presidente da Farfetch, congratulou-se com os resultados. "Folgo em ver que, de uma perspetiva comercial, não houve impacto material no negócio", afirmou.

 

A quase duplicação das vendas da retalhista online de moda de luxo ocorre depois de uma série de aquisições focada no vestuário informal ("streetwear" e "casual wear") ter impulsionado o crescimento.

 

Relativamente às contas do agregado de 2019, a empresa agravou as perdas para 373,68 milhões de dólares (contra 155,5 milhões um ano antes), ao passo que as receitas aumentaram 69%, de 602,3 milhões de dólares para 1,02 mil milhões.

 

Em 2019, o valor bruto das mercadorias – que é o valor dos produtos vendidos na plataforma – subiu para 2,13 mil milhões de dólares, contra 1,40 milhões no ano precedente.

As contas do quarto trimestre, o valor bruto das mercadorias e a expectativa de uma redução dos prejuízos em 2020 – no seu "guidance", a Farfetch aponta para perdas entre 70 e 80 milhões este ano – estão a ser os principais fatores de entusiasmo no mercado bolsista.

Ver comentários
Saber mais Farfetch
Mais lidas
Outras Notícias