Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Garantias dos produtos aumentam para três anos

Os consumidores vão ter direito a mais um ano para devolver ou pedir a troca de um produto avariado. A transposição da diretiva europeia relativa a contratos de compra e venda de bens prevê ainda que os fornecedores disponibilizem peças suplentes durante 10 anos.

A nova legislação sobre contratos de compra e venda de bens entra em vigor em janeiro de 2022.
A nova legislação sobre contratos de compra e venda de bens entra em vigor em janeiro de 2022. Duarte Roriz
Ana Sanlez anasanlez@negocios.pt 17 de Agosto de 2021 às 23:30
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

A partir do próximo ano vai ser possível ativar a garantia de um produto até três anos depois da compra. Atualmente, o prazo de garantia aplicado a “bens móveis”, como eletrodomésticos, está limitado a dois anos. A medida está prevista no decreto-lei, a que o Negócios teve acesso, que transpõe duas diretivas europeias, que têm como objetivo reforçar “a proteção do consumidor num mercado

...

Ver comentários
Saber mais Conselho Nacional do Consumo ASAE Ministério da Economia garantias produtos direitos dos consumidores
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio