Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investigação dos EUA à manipulação das Libor inclui mais nove bancos

Os procuradores do ministério público norte-americano acrescentaram nove bancos à investigação relativa ao escândalo de manipulação da taxas Libor. Entre os suspeitos está o banco liderado por Horta Osório, o Lloyds Banking Group.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 26 de Outubro de 2012 às 12:18
A justiça norte-americana incluiu mais nove bancos na investigação à manipulação das taxas interbancárias utilizadas no Reino Unido e Estados Unidos da América (EUA), segundo revela a imprensa anglo-saxónica.

O Lloyds Banking Group está entre os bancos que serão investigados pelo organismo que é equivalente ao Ministério Público português. O maior banco do Reino Unido é liderado pelo português António Horta Osório desde Março de 2011, quando este assumiu as funções de presidente executivo (CEO).

Também o Bank of America, Bank of Tokyo Mitsubishi UFJ, Crédit Suisse, Rabobank, Royal Bank of Canada, Société Général, Norinchukin Bank e o West LB foram intimados por Erin Schneiderman e George Jepsen, procuradores dos estados de Nova Iorque e do Connecticut, respectivamente.

Com os nove bancos intimados hoje, são já 16 as instituições de crédito sob investigação. O Deutsche Bank, Citigroup, JP Morgan Chase, Royal Bank of Scotland, Barclays, HSBC e UBS, já estavam a ser investigados pela justiça norte-americana.
Ver comentários
Saber mais Banca Finanças Lloyds Horta Osório
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio