Empresas José Neves sobe para 4.º na lista dos mais ricos e Mário Ferreira entra no Top 20

José Neves sobe para 4.º na lista dos mais ricos e Mário Ferreira entra no Top 20

Os 50 mais ricos em Portugal têm uma fortuna avaliada em 24 mil milhões de euros. As contas são da Forbes Portugal, que publicou a lista dos 10 mais ricos que contém várias caras novas.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 02 de julho de 2019 às 16:05

A família Amorim continua a ser a mais rica de Portugal, de acordo com a edição de 2019 dos portugueses mais ricos, que é efetuada pela Forbes Portugal e tem como principal novidade a subida de José Neves ao quarto lugar e a entrada de outros nomes.

 

As posições acima do presidente da Farfetch também se mantêm em relação ao ranking de 2018. A família Soares dos Santos é a segunda mais rica do país e a família Silva Ribeiro a terceira.

Maria Fernanda Amorim & família surge com uma fortuna de 4.173 milhões de euros (-7% do que em 2018) e Alexandre Soares dos Santos & família com 3.544 milhões de euros (+4% do que em 2018). Vítor da Silva Ribeiro & família, que controla a Mundicenter e o Banco Invest, viu a sua fortuna baixar 15% para 1.192 milhões de euros, mas mantém o último lugar do pódio.  

 

Vasco de Mello e Violas saem do top 10. Pestana e Luís Amaral entram 

José Neves, que viu a sua fortuna aumentar 47% com a entrada em bolsa do primeiro unicórnio português, passou à frente da família de Vasco de Mello, que saiu do Top 10. O fundador da empresa de moda tem uma fortuna de 1.010 milhões de euros, ou seja, acima do requisito mínimo para uma empresa ser unicórnio.

 

Em sentido inverso, há cinco nomes novos na lista dos 10 mais ricos de Portugal. Dionísio Pestana sobe ao 5.º lugar, com uma fortuna avaliada em 681 milhões de euros e Maria Isabel Martins dos Santos aparece logo de seguida em 6.º, com 574 milhões de euros.

 

O 7.º lugar é ocupado por outro acionista da Jerónimo Martins (Fernando Figueiredo dos Santos, com 529 milhões de euros), enquanto o oitavo mais rico de Portugal também representa uma entrada no Top 10 e está ligado ao retalho e à Polónia. Trata-se de Luís Amaral, que é dono do Eurocash e surge com uma fortuna avaliada em 527 milhões de euros.

 

Luís Vicente mantém-se no top 10 (a fortuna desceu 36% para nono com 525 milhões de euros, um lugar abaixo da edição de 2018). O último lugar do ranking é ocupado por outra cara nova no top 10: Luís Portela e família, com uma fortuna de 502 milhões de euros.

 

De saída do top 10 (além de Vasco de Mello) está a família de Queiróz Pereira (empresário falecido em 2018), Fernando Jorge Pinho Teixeira e a família Manuel Violas.  

 
Mário Ferreira, Ronaldo e Jorge Mendes no top 20

A Forbes Portugal só divulgou a lista dos 10 mais ricos, mas na edição da revista constam 50 nomes. No comunicado enviado à imprensa, a revista assinala que apenas 18 destes milionários portugueses "construíram fortuna a partir do zero. É o caso de José Neves, fundador e líder da Farfetch que, depois de constar no Top 10 da lista de 2018, figura na quarta posição do ranking deste ano".

 

"A mesma onda de sucesso atingiu Mário Ferreira. Conhecido como o 'Tubarão do Douro', vendeu recentemente 40% da Mystic Invest Holding e, com isso, entrou de rompante para o Top 20, com uma fortuna de 354 milhões de euros", refere a Forbes, sem especificar que posição ocupa o empresário.

A Forbes destaca ainda outros nomes que constam no top 20 dos mais ricos de Portugal. "Fora do Top 10, destaque para Paulo Rosa­do, líder da Outsystems, que acumula uma fortuna acima dos 300 milhões de euros; Manuela Medeiros, fundadora e líder da Parfois, com uma fortuna de 290 milhões de euros; e para duas es­trelas do mundo do desporto: Cristiano Ronaldo, dono de uma fortuna líquida de 439 milhões de euros, e o "super agente" Jorge Mendes, que através da Gestifute e de vários investimentos imobiliários acumula uma fortuna de 263 milhões de euros", refere a revista.

 

Mais ricos com fortuna de 24 mil milhões


A lista publicada na edição da revista que chega esta quarta-feira às bancas é composta por 50 portugueses, que em conjunto controlam uma fortuna de 24 mil milhões de euros. Um valor que representa 12% do PIB.

 

Na edição do ano passado, os 45 mais ricos de Portugal tinham uma fortuna de 24 mil milhões de euros. O valor é igual ao deste ano, mas na lista constam mais cinco pessoas. 

 

O trabalho da edição portuguesa da Forbes conclui que mais de metade da riqueza destes 50 portugueses está na posse dos 10 mais ricos. "Tal como sucede na economia, também entre os mais abastados a distribuição da riqueza está longe de ser equitativa", diz o artigo da Forbes, acrescentando que o "mesmo acontece no campo do género, com a lista a conter 36 homens e apenas 18 mulheres". 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI