Empresas Ministro da Economia: atrasos nos fundos comunitários vêm do anterior Governo

Ministro da Economia: atrasos nos fundos comunitários vêm do anterior Governo

Caldeira Cabral disse que os atrasos no pagamento do programa que vigorou entre 2007 e 2013 vêm do Governo de Passos Coelho e que está a trabalhar para fechar estes processos.
A carregar o vídeo ...
André Cabrita-Mendes 20 de abril de 2016 às 11:23

Várias empresas portuguesas que se candidataram ao anterior programa de fundos comunitários estão a ter dificuldades em receber o dinheiro.

Estes casos foram denunciados no Parlamento pelo deputado do PSD, António Costa e Silva, durante a audição do ministro da Economia esta quarta-feira, 20 de Abril.

Em resposta, o ministro da Economia sublinhou que estes atrasos vêm do tempo do Governo PSD/CDS e que o actual Executivo está a trabalhar para fechar estes processos.

"Encontrámos os processos de encerramento do QREN muito atrasados", disse Manuel Caldeira Cabral referindo-se ao Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), o programa financiado por Bruxelas e com comparticipação nacional que vigorou entre 2007-2013. 

"Já fizemos pagamentos de 60 milhões. Há ainda processos por pagar, mas aceleramos os pagamentos", sublinhou.


"Estamos a pagar despesas de dois ou três anos. Alguns dos processos estavam parados há seis, oito meses e mesmo dois anos. Estamos a pagar com a celeridade que é possível aos serviços", disse o ministro da Economia.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI