Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mota-Engil ganha construção de central eléctrica a partir de biogás

O consórcio formado pelas empresas Mota-Engil, Zagope – Construções e Engenharia e Urbaser ganhou a empreitada de concepção - construção da central de digestão anaeróbia, na Abrunheira, em Mafra. A unidade tem capacidade para 125 mil toneladas anuais e o

Tânia Ferreira tf@negocios.pt 07 de Maio de 2007 às 09:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O consórcio formado pelas empresas Mota-Engil, Zagope – Construções e Engenharia e Urbaser ganhou a empreitada de concepção - construção da central de digestão anaeróbia, na Abrunheira, em Mafra. A unidade tem capacidade para 125 mil toneladas anuais e o investimento ronda os 38 milhões de euros.

O concurso foi disputado pelos consórcios Construtora Abrantina/Organic Waste Systems, Construtora do Tâmega/Rós Roca, Somague Engenharia/Masias Recycling, Opca - Obras Públicas e Cimento Armado/Haase Anlagenbau, bem como pelas empresas Isolux Corsan e Sociedade de Construções Soares da Costa.

A central de digestão anaeróbia irá receber todos os restos de comida provenientes da recolha selectiva dos quatro concelhos que compõem a área de intervenção da Tratolixo (Cascais, Mafra, Oeiras e Sintra).

"Inicialmente, não será possível atingir a sua capacidade de tratamento exclusivamente com resíduos provenientes de recolha selectiva. Esta unidade será também alimentada com recurso a matéria orgânica recuperada através de processos de tratamento mecânico de resíduos sólidos urbanos recolhidos de forma indiferenciada", informa a Tratolixo, empresa que adjudicou o concurso.

"Este processo de tratamento, além de permitir a produção de um composto de elevada qualidade, irá produzir energia eléctrica através da recuperação do biogás produzido", acrescenta. A execução da empreitada tem uma duração de 660 dias.

Mais lidas
Outras Notícias