Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços das portagens devem aumentar em 2017

O índice de preços ao consumidor de Outubro, que serve de referência à actualização anual das portagens, foi de 0,84%, sendo essa a proposta que as concessionárias de auto-estradas vão fazer chegar ao Governo.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 10 de Novembro de 2016 às 15:02
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

As concessionárias de auto-estradas irão propor ao Governo a actualização das taxas de portagem em 2017 em 0,84%, tendo em conta o índice de preços ao consumidor em Outubro, excluindo habitação, que serve se referência a essa actualização de preços, e que foi divulgado esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

 

A Brisa, como outras concessionárias, tem de entregar ao Governo até 15 de Novembro a sua proposta para a actualização das portagens para entrar em vigor a 1 de Janeiro de 2017.

 

Depois de três anos em que as taxas de portagem praticamente não sofreram actualizações, em 2017 é praticamente certo que haverá impacto nos preços para os utilizadores das auto-estradas.

 

A dimensão desse impacto terá ainda de ser apurada em cada troço, já que o método de actualização das portagens inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos a portagem manter-se-á inalterada, enquanto se o aumento for superior a 2,5 cêntimos há um arredondamento automático para cinco cêntimos.

 

Foi por essa razão que este ano de 2016, a actualização nas taxas de portagem das auto-estradas nacionais abrangeu apenas 10% dos troços das vias onde há cobrança aos utilizadores e numa actualização de apenas cinco cêntimos.

 

A Brisa, por exemplo, manteve inalterados os preços de 91% das 364 taxas de portagem praticadas nas auto-estradas que integram a sua concessão, face aos valores de 2015, já que o impacto foi nulo na maioria dos troços.

 

Em 2014 os preços das portagens mantiveram-se inalterados já que em Outubro de 2013 o índice de preços no consumidor, excluindo habitação, caiu 0,27% em termos homólogos.

 

2015 foi o segundo ano seguido em que as taxas de portagem não subiram na maioria das concessões de auto-estradas. Nesse ano apenas a Lusoponte actualizou os valores cobrados nas pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, uma vez que Setembro é o mês usado como referência no seu contrato de concessão.

 

No caso da concessionária das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama, usará como proposta de actualização das taxas no próximo ano o IPC de Setembro último, que foi, termos homólogos, de 0,59%. 

Ver comentários
Saber mais portagens inflação preços das portagens Lusoponte Vasco da Gama transportes
Outras Notícias