Energia Baixar potência do contador pode baixar conta anual da luz em 22 euros

Baixar potência do contador pode baixar conta anual da luz em 22 euros

A ERSE lançou um simulador para os consumidores saberem qual a potência contratada recomendada para a sua casa e as eventuais poupanças. Segundo as contas da ERSE, a redução do escalão pode baixar a fatura em 22 euros por ano.
Baixar potência do contador pode baixar conta anual da luz em 22 euros
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Ribeiro 29 de maio de 2019 às 00:01

Em novembro de 2018 Matos Fernandes, ministro do Ambiente e da Transição Energética, sugeriu aos portugueses deixarem "o conforto" e baixarem a potência contratada para reduzirem a conta da luz. Agora, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) lança um simulador para os consumidores perceberem se compensa ou não, principalmente com a redução do IVA de 23% para 6% desta componente a partir de 1 de julho.

De acordo com as contas do regulador liderado por Cristina Portugal, feitas neste simulador, baixar um escalão na potência contratada pode representar uma redução na fatura de pelo menos 22 euros por ano. Uma poupança que pode aumentar caso os consumidores optem pelo valor mais baixo (3,45 KVA), beneficiando, assim, da diminuição da taxa do IVA, aprovada no Orçamento do Estado para 2019.

"O novo simulador da ERSE vem ajudar os portugueses a fazer a escolha mais conveniente. Quanto mais elevada for a potência contratada, maior será o número de equipamentos elétricos que se podem ligar ao mesmo tempo, mas isso implica um aumento do valor a pagar na fatura", alertou a presidente da ERSE num encontro com jornalistas, garantindo ainda que o regulador já estava a trabalhar na atualização deste simulador ainda antes da alteração do IVA ter sido aprovada.

Cristina Portugal fez questão ainda de sublinhar que esta mudança de escalão "é gratuita", bastando para tal contactar o comercializador.

O novo simulador, lançado esta quarta-feira para assinalar o Dia Mundial da Energia, destina-se apenas aos consumidores em baixa tensão, ou seja, famílias e pequenos negócios.

Como ponto de partida, este instrumento desenvolvido pela ERSE apresenta cinco exemplos predefinidos de utilização de um conjunto de equipamentos elétricos ao mesmo tempo, que correspondem a cinco escalões diferentes, que vão desde os 3,5 KVA até aos 10,35 KVA. O valor mais baixo – contratado por 45% do total de clientes de eletricidade em Portugal – inclui um frigorifico, uma máquina de lavar roupa e um micro-ondas. O último acrescenta à lista uma máquina de lavar loiça, um robô de cozinha, um forno e, por exemplo, um aquecedor. Os exemplos disponíveis do novo simulador da ERSE podem depois ser personalizados por cada consumidor, permitindo acrescentar ou excluir equipamentos, bem como editar a quantidade e a potência de cada equipamento.

No entanto, como Cristina Portugal alertou, por várias vezes, "a palavra-chave aqui é: simultâneo". Porquê? "As pessoas têm tentação para ir somando só os equipamentos que têm em casa. Mas o que interessa para perceber se o quadro se desliga ou não, é saber quantos vão estar a funcionar ao mesmo tempo", acrescentou. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI