Energia Conselho de Ministros escolhe Iberdrola para fornecedor de electricidade

Conselho de Ministros escolhe Iberdrola para fornecedor de electricidade

A eléctrica espanhola continua como fornecedora da Conselho de Ministros, depois de bater a EDP e a Galp no concurso público.
Conselho de Ministros escolhe Iberdrola para fornecedor de electricidade
Bruno Simão
André Cabrita-Mendes 06 de fevereiro de 2017 às 15:13
O Conselho de Ministros escolheu a Iberdrola para fornecer electricidade. O contrato tem o valor de 825,7 mil euros e é válido por 1.073 dias.

A eléctrica espanhola foi escolhida em detrimento da EDP e da Galp, segundo os dados publicados no portal de contratos públicos, Base. O contrato foi assinado em Janeiro consultado esta segunda-feira, 6 de Fevereiro.

A Iberdrola continua assim a dar energia ao Conselho de Ministros. Em Janeiro de 2016, venceu o contrato por abastecer por um ano o órgão que reune o Executivo por um valor de 250 mil euros.

Ainda recentemente outra entidade da esfera do Estado escolheu novo fornecedor. O Banco de Portugal atribui à Energia Simples um contrato de quatro milhões de euros válido por dois anos.

O Banco de Portugal era anteriormente abastecido pela Endesa e pela Unión Fenosa. A Energia Simples contava com concorrentes de peso, pois os gigantes da electricidade em Portugal foram a concurso público: Iberdrola, Galp, EDP e Endesa. O critério de adjudicação foi o menor preço da energia activa, a média ponderada.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI