Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP deverá engordar 200 milhões com recuperação da energia hídrica, diz Moody’s

As chuvas desta Primavera vieram inundar as contas das eléctricas. EDP e Iberdrola, as ibéricas que mais recorrem à energia hídrica, receberão “as maiores recompensas” diz a Moody’s.

Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 28 de Junho de 2018 às 19:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

"A Iberdrola e a EDP vão colher as maiores recompensas da melhoria nas condições hídricas, uma vez que têm as maiores frotas hidroeléctricas", avança Niel Bisset, vice-presidente senior na Moody's, num relatório publicado esta quinta-feira.

A recuperação na produção hídrica deverá impulsionar os proveitos da geração e fornecimento de energia "em cerca de 240 milhões [para a Iberdrola] e 200 milhões de euros [para a EDP] em 2018", que se traduzem em aumentos de 27% e 36%, respectivamente, em relação a 2017, analisa a agência de notação financeira. 

A EDP é, entre as grandes empresas de energia da Península Ibérica, aquela em que a geração hídrica de energia ganha o maior protagonismo – uma fatia de 31% na produção total, logo à frente dos 26% da Iberdrola. A Endesa depende desta produção em 10% e a Gas Natural em 12%.

A produção hídrica na Península Ibérica durante os primeiros cinco meses do ano foi "acima da média", relata a Moody’s, e superou em 60% a do ano passado. Em 2017, "um dos mais secos da história", a energia produzida com a força da água caiu cerca de 50% em Portugal e Espanha.


"Uma quota maior de produção hídrica no mix de produção em 2018 vai beneficiar todas as quatro eléctricas, apesar dos efeitos negativos nos preços da energia", prevê ainda a agência de notação financeira, colocando-se do ponto de vista das empresas.

No estudo, a Moody’s deixa ainda um último alerta: "a variação na quantidade de chuva e de produção entre 2017 e 2018 põe em evidência o risco de volatilidade na geração hídrica" que pode levar a "grandes variações nos lucros".

Ver comentários
Saber mais Endesa Iberdrola EDP Gas Natural EBITDA energia eléctricas Portugal Espanha Península Ibérica chuvas energia hídrica
Mais lidas
Outras Notícias