Energia Expansión: EDP, Endesa e Iberdrola podem sofrer cortes em Espanha

Expansión: EDP, Endesa e Iberdrola podem sofrer cortes em Espanha

O regulador da energia espanhol planeia reduzir a remuneração entregue às elétricas com atividade no país. Endesa e Iberdrola serão das mais afetadas, segundo o Expansión, mas a EDP também não escapa à reforma.
Expansión: EDP, Endesa e Iberdrola podem sofrer cortes em Espanha
Ana Batalha Oliveira 21 de junho de 2019 às 10:53

O regulador da energia espanhol, a Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência (CNMC), está a preparar uma revisão em baixa da remuneração entregue às energéticas em Espanha. Endesa e Iberdrola são referidas como duas das empresas que serão mais afetadas. A EDP também deverá sofrer, mas "em menor medida", avança o Expansión.

Segundo a publicação espanhola, o regulador planeia um "corte milionário", assente em critérios técnicos. A redução mais acentuada está prevista para as redes de distribuição elétrica, na ordem dos 400 milhões de euros, nas quais a Endesa, Iberdrola e Naturgy operam. A EDP Espanha atua também no negócio de distribuição de eletricidade, através da HidroCantábrico Distribución Eléctrica.

A distribuição de gás será o segundo segmento mais afetado, em cerca de 200 milhões de euros. As redes de transporte de gás deverão sofrer "cortes mais suaves".

Em Espanha, a EDP tem também atividade na geração, com 3.500 MW de potência instalada, na comercialização de eletricidade e gás a clientes, com quase três milhões de contratos.

Esta iniciativa da entidade de supervisão da energia espanhola não é a primeira a mexer com as contas das empresas do setor este ano. No passado fevereiro, a CNMC quis obrigar as empresas do setor energético a limitar o nível de endividamento e os dividendos entregues aos acionistas, através de um conjunto de rácios que balizariam a atividade das várias energéticas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI