Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Canadá abre investigação a Portugal por indícios de dumping no aço

O procedimento foi desencadeado por uma queixa apresentada por quatro empresas instaladas no Canadá - a ArcelorMittal Long Products Canada, a G.P., a AltaSteel e a Gerdau Ameristeel Corporation.

Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes paulozgomes@negocios.pt 19 de Agosto de 2016 às 20:24
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...

A agência alfandegária canadiana, a CBSA (Canadian Border Services Agency), abriu esta sexta-feira, 19 de Agosto, uma investigação às importações de aço para construção civil oriundas de seis territórios internacionais, entre os quais Portugal, por alegada venda abaixo do valor justo (dumping).

 

Em causa, segundo um comunicado colocado no site daquela entidade, está o "alegado dumping lesivo" no fornecimento de varas de aço destinadas a reforçar estruturas de betão, usadas na construção. Além de Portugal, a investigação cobre as importações de Espanha, Bielorrúsia, os territórios de Taipé, Hong Kong e do Japão.

 

O procedimento foi desencadeado por uma queixa apresentada por quatro empresas instaladas no Canadá - a ArcelorMittal Long Products Canada, a G.P., a AltaSteel e a Gerdau Ameristeel Corporation.

Não são referidos os nomes da ou das empresas que a partir de Portugal terão exportado aço nestas condições para o Canadá. Nos primeiros seis meses deste ano, segundo o INE, foram exportadas para o Canadá 33,8 mil toneladas de ferro fundido, ferro e aço, cerca de um quarto da quantidade exportada no mesmo período de 2015 (140,8 mil toneladas).

 

A agência estatal promete divulgar mais informação sobre o processo nas próximas duas semanas.

 

Segundo a Associação de Produtores de Aço do Canadá, esta é a segunda investigação do género no país nos últimos dois anos, tendo a primeira resultado, em 2015, na aplicação de tarifas à China, a Coreia e à Turquia.

 

"É vital para os produtores de aço no Canadá e para os seus empregados que a concorrência baseada no mercado seja preservada. Esta é uma investigação importante para os 22 mil trabalhadores canadianos empregados directamente e para os 100 mil trabalhadores indirectos", afirmou em comunicado o presidente da Associação de Produtores de Aço do Canadá, Joseph Galimberti. 

No início deste mês a União Europeia decidiu impor durante cinco anos tarifas "anti-dumping", que podem chegar aos 36,1%, às importações de vários tipos de aço produzidos na China e na Rússia, na sequência de uma queixa apresentada em Maio de 2015 pela Eurofer, a associação europeia das indústrias siderúrgicas.

Ver comentários
Saber mais Portugal Espanha Canadá aço construção
Outras Notícias