Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Construção de nova fábrica da Navigator arranca na próxima semana

A nova fábrica de papel 'tissue' da The Navigator Company (TNC) vai começar a ser construída na próxima semana, em Cacia, Aveiro, perspectivando-se a sua entrada em funcionamento no segundo semestre de 2018, informou hoje a Câmara Municipal.

A Portucel deverá pagar um dividendo ilíquido por acção de 23,7 cêntimos (15,9 cêntimos referentes aos resultados de 2015 e 7,81 cêntimos por distribuição de reservas). Isto apesar de já ter pago 18,13 cêntimos por acção no final do ano passado. Contabilizando os 23,7 cêntimos que a empresa ainda irá distribuir, a taxa de rentabilidade é de 7,73%.
Miguel Baltazar
Lusa 13 de Abril de 2017 às 17:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

De acordo com uma nota informativa da autarquia, a nova fábrica, que numa primeira fase vai criar 100 novos postos de trabalho, representa um investimento de 121 milhões de euros.

 

"Esta operação vai ter uma relevante componente de exportação, o que constitui uma oportunidade muito significativa de dinamização e crescimento económico e de promoção do emprego, no contexto actual muito relevante, devidamente articulada com uma estratégia integrada de Ordenamento do Território e de sustentada coesão social", salienta a Câmara.

 

A mesma nota refere que, com o início dos trabalhos, a circulação automóvel através do arruamento privado da fábrica, que é utilizado actualmente para acesso ao centro da freguesia de Cacia, "será desactivado em definitivo".

 

Segundo a Câmara, um novo acesso ao centro de Cacia será disponibilizado aquando da conclusão da nova variante rodoviária, que está actualmente em construção, num investimento total de cerca de 1,2 milhões de euros.

 

A intenção de investir na fábrica de Cacia foi comunicada pela TNC em finais de 2015, quando deu a conhecer o seu projecto para a construção de uma linha de produção de papel `tissue` (utilizado em papel higiénico e lenços de papel) e respectiva transformação em produto final, com uma capacidade de produção nominal de 70 mil toneladas por ano.

 

O projecto estava, no entanto, condicionado "à concretização de um conjunto de factores, nomeadamente a obtenção de um pacote de incentivos fiscais e financeiros".

 

No início deste ano, o grupo papeleiro anunciou, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, que decidiu avançar com o desenvolvimento do projecto, depois de ter reunido "a globalidade das condições necessárias para a concretização deste investimento".

Ver comentários
Saber mais Cacia Aveiro Navigator
Mais lidas
Outras Notícias