Indústria Tata Steel vai cortar 3.000 empregos na Europa  

Tata Steel vai cortar 3.000 empregos na Europa  

Em Portugal, a sucursal que empregava dois trabalhadores vai fechar as portas.
Tata Steel vai cortar 3.000 empregos na Europa  
Reuters
Ana Batalha Oliveira 19 de novembro de 2019 às 12:12

A produtora de aço Tata Steel Europe vai extinguir 3.000 postos de trabalho num contexto de condições de mercado "sem precedentes".

Cerca de dois terços dos cortes na força de trabalho vão incidir sobre trabalhadores da parte administrativa, informou a empresa no final de segunda-feira, 19 de novembro.

Com os cortes, o CEO da Tata Steel Europe, Henrik Adam, pretende poupar 150 milhões de libras. Contudo, Adam garantiu ao Financial Times que não existem intenções de fechar unidades de produção. Em Portugal, a Tata Steel tinha uma sucursal com dois trabalhadores, que se dedicavam ao apoio ao cliente em sincronia com a unidade em Madrid. O escritório em Portugal vai fechar portas em breve, confirmou fonte ligada à empresa ao Negócios.

O plano tem como objetivo tornar a empresa auto-sustentável e com saldo positivo no que toca ao dinheiro em caixa, "face às condições severas e sem precedentes do mercado", explicou o CEO da Tata Steel Europe, Henrik Adam.

As margens de lucro da empresa foram esmagadas por custos mais elevados das matérias-primas e uma quebra no preço do aço, provocada por importações de aço barato. Encomendas de clientes em áreas chave como a indústria automóvel também têm enfraquecido dadas as quebras de produção motivadas pela guerra comercial entre os Estados Unidos e a China.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI