Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

OLX entra em Angola e Moçambique

Plataforma online de compra e venda de produtos celebrou sexto aniversário com anúncio de expansão internacional. Sucesso nestes dois novos mercados pode levar à contratação de mais colaboradores em Portugal.

Miguel Baltazar
Paulo Moutinho 02 de Abril de 2013 às 20:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

“Lançámos há cerca de um mês os dois sites, o olx.co.ao, em Angola, e o olx.co.mz, em Moçambique. Foram ambos lançados a partir de Portugal. E num mês vimos que já houve anúncios colocados”, conta Miguel Mascarenhas, presidente executivo da Fixeads, dono do OLX, mas também do Standvirtual, Imovirtual.com e Coisas.com.

 

“O OLX Angola teve cerca de 1.000 anúncios e o de Moçambique teve 800. O OLX Angola teve cerca de 100 mil visitantes num mês, o de Moçambique teve 60 mil. Começamos a ver que esses dados são muito parecidos aos que víamos em Portugal em 2004 e 2005”, acrescenta o responsável ao Negócios.

 

Esta evolução “leva a crer que dentro de 5 a 6 anos poderão ser sites com grande futuro nesses países”, remata Miguel Mascarenhas. Admite que “a taxa de penetração da Internet ainda é baixa. É de menos de 10%, nalguns casos”, mas “os dispositivos móveis são mais utilizados do que em Portugal. 40% do tráfego nos sites é feito por telemóvel”.

 

A entrada nestes dois mercados não exigiu um grande investimento. “Não foi muito elevado. Foi mais na adaptação da plataforma, de ter um produto específico para aqueles mercados”, já que “toda a assistência aos clientes é feita a partir de Portugal”.

 

Questionado sobre se o crescimento destes mercados vai implicar contratar mais pessoas, Miguel Mascarenhas admite que sim. “Dado o volume desses sites, comparado com o OLX em Portugal, a nossa equipa consegue absorver o acréscimo. No entanto, se continuar a crescer, iremos contratar mais pessoas em Portugal”, remata.

Ver comentários
Saber mais OLX Angola Moçambique
Mais lidas
Outras Notícias