Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Uber enfrenta processo de 45 milhões em França por alegadamente ter precipitado divórcio

Depois de ter usado o iPhone da mulher para pedir um Uber, esta terá alegadamente passado a ter acesso a todos os dados sobre as deslocações do marido, precipitando o divórcio. O homem pede agora uma indemnização.

Kai Pfaffenbach/Reuters
Negócios 08 de Fevereiro de 2017 às 13:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Um empresário francês está a pedir uma indemnização de 45 milhões de euros à Uber, a empresa que gere a aplicação com o mesmo nome para a reserva electrónica de transporte, alegadamente porque o uso daquele serviço conduziu ao seu divórcio.

De acordo com o jornal francês Le Figaro, o empresário residente na Côte d'Azur reclama que a sua separação foi precipitada por uma falha informática na aplicação, que permitiu à sua mulher seguir à distância as suas deslocações, suscitando suspeitas de infidelidade.

O queixoso pediu emprestado o iPhone à mulher para fazer uma reserva através da sua conta. A partir daí o dispositivo electrónico, mesmo com a conta Uber desligada, passou a receber todas as informações relacionadas com as deslocações do homem.

Esta "falha" permitirá saber, à distância, quando um utilizador recorre aos serviços da Uber e obter informação em tempo real sobre o início do serviço sem necessitar de ter uma palavra passe. Dados como a geolocalização não são fornecidos. 

O Figaro refere que o "bug" ocorre em iPhones com versões iOS (sistema operativo) com actualizações anteriores a 15 de Dezembro, enquanto a versão Android não apresenta o problema.
 
A primeira audiência judicial está prevista para o mês de Março. A Uber não quis pronunciar-se sobre a alegada falha técnica e recusou falar de "casos particulares".

Ver comentários
Saber mais Le Figaro questões sociais economia negócios e finanças Uber transporte automóvel
Mais lidas
Outras Notícias