Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Receitas e lucros do Facebook superam estimativas mas número de utilizadores desilude

A tecnológica liderada por Mark Zuckerberg reportou os resultados do seu segundo trimestre fiscal, com um volume de negócios e um resultado líquido acima do esperado. Segue, no entanto, a descer em bolsa, devido ao facto de o número de utilizadores ter ficado aquém do estimado pelo mercado.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 28 de Julho de 2021 às 22:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

As receitas da empresa sediada em Menlo Park (Califórnia) aumentaram 56% no segundo trimestre deste ano, para 29,077 mil milhões de dólares, face ao período homólogo de 2020 (18,68 mil milhões), quando a projecção média apontada pelos analistas inquiridos pela Refinitiv era de 27,89 mil milhões e a estimada pelos analistas auscultados pela Bloomberg era de 27,86 mil milhões.

Já o resultado líquido da empresa liderada por Mark Zuckerberg aumentou 101%, para 10,39 mil milhões de dólares (contra 5,17 mil milhões no mesmo trimestre do ano precedente).

 

O lucro diluído por ação foi de 3,61 dólares (contra 1,80 dólares um ano antes), ficando acima dos 3,03 dólares esperados pelos analistas questionados pela Refinitiv.

No que diz respeito à audiência de "Facebookianos", a empresa anunciou um incremento de 7%, para um número total de utilizadores mensais ativos de 2,90 mil milhões, quando o consenso do mercado esperava 2,91 mil milhões.

 

Os utilizadores diários ativos ascenderam a 1,91 mil milhões, correspondeendo ao projetado pelo mercado. Face ao período de abril a junho do ano passado, significou um aumento de 7%.

O facto de o aumento de utilizadores mensais ter ficado ligeiramente abaixo do projetado pelo mercado levou os investidores a castigarem em bolsa a dona da popular rede social.

 

A tecnológica segue a ceder terreno no "after-hours" da negociação da bolsa nova-iorquina, com um recuo de 3,72% para 359,39 dólares (logo a seguir aos resultados, chegou a afundar 5%), depois de encerrar a sessão regular desta quarta-feira a somar 1,49% para 373,28 dólares.

 

Mark Zuckerberg, na apresentação das contas, mostrou-se satisfeito com os números. "Tivemos um trimestre forte, numa altura em que continuamos a ajudar as empresas a crescer e a manter as pessoas conectadas", disse.

Ver comentários
Saber mais Facebook Mark Zuckerberg
Outras Notícias