Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Richard Branson vai concorrer com Carlos Slim no México

A Virgin vai aproveitar as alterações regulativas introduzidas no México para concorrer com Carlos Slim no país e no mercado onde este ganhou a maior parte da fortuna que faz dele o homem mais rico do mundo.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 30 de Setembro de 2013 às 16:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Richard Branson anunciou que a Virgin Mobile vai expandir para o México, onde irá concorrer com a América Móvil, líder incontestada do mercado de telecomunicações no país, segundo o “The Telegraph”, que cita o empresário britânico.

 

A Virgin irá começar a prestar serviços de telecomunicações no país no próximo ano, sendo que irá suportar a sua oferta na rede de telecomunicações da América Móvil. 

 

A decisão anunciada resulta do esforço que os reguladores do país têm feito para introduzir maior concorrência no mercado de telecomunicações. O empresário britânico vai assim concorrer com o homem mais rico do mundo, no mercado e no país onde acumulou a maior parte daquela que é uma das maiores fortunas pessoais do mundo.

 

A Virgin alterou o seu objectivo de expansão do Brasil para o México, onde pretende entrar num mercado em que a América Móvil detém mais de 100 milhões de clientes. O Congresso do país aprovou medidas para reforçar a concorrência nas telecomunicações do país. 

 

Uma das medidas aprovadas quase unanimemente consiste num limite de quota de mercado de 50%. No limite, a medida poderá obrigar a América Móvil a vender activos, explica o jornal britânico.

 

A América Móvil chega a deter uma quota de mercado de 80% no negócio que depende da rede fixa. Slim afirmou que não acredita que as medidas possam ter impacto significativo na rendibilidade da operadora mexicana. Contudo, afirmou que poderá ser levado a vender unidades de negócios.

 

A Virgin vai recorrer às infra-estruturas da América Móvil no México, pelas quais pagará uma taxa para prestar serviços alternativos aos da operadora líder de mercado. Desta forma, evita o investimento numa rede própria poderá avançar começar a prestar serviços a partir do próximo. 

 

Richard Branson também acredita que a entrada da Virgin no mercado mexicano não deverá alarmar Carlos Slim. “Acredito que há espaço para nós os dois. Não creio que [ele] vá sofrer muito com a nossa presença”, disse à revista mexicana “Expansión”, citada pelo britânico “The Telegraph”.

Ver comentários
Saber mais América Móvil México Virgin telecomunicações Branson
Outras Notícias