Turismo & Lazer Estoril-Sol aumenta lucros em 10,9% para 8,7 milhões

Estoril-Sol aumenta lucros em 10,9% para 8,7 milhões

A Estoril-Sol encerrou a primeira metade do ano com lucros atribuíveis aos accionistas de 8,72 milhões de euros, o que traduz uma subida de 10,9% face ao primeiro semestre de 2017.
Estoril-Sol aumenta lucros em 10,9% para 8,7 milhões
Correio da Manhã
Pedro Curvelo 30 de agosto de 2018 às 17:56

A Estoril-Sol obteve lucros atribuíveis aos accionistas de 8,72 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, o que traduz uma subida de 10,9% face ao primeiro semestre de 2017, indicou esta quinta-feira a empresa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). 


As receitas brutas de jogo ascenderam a 108,4 milhões de euros, uma subida de 7,7% em termos homólogos. Já as outras receitas operacionais, que incluem as referentes a restauração e animação, cresceram 3,3%, cifrando-se em 4,5 milhões de euros.

Os custos operacionais, por seu turno, aumentaram 6,9%, para os 36,46 milhões de euros. Este incremento é explicado pela Estoril-Sol com "o forte investimento em marketing e publicidade (…) relacionado com o Casino Online, e em particular com a operação das apostas desportivas".

O montante pago em impostos aumentou 10,9%, cifrando-se em 56,2 milhões de euros, o que corresponde a uma taxa efectiva de imposto de 52%, mais dois pontos percentuais do que os 50% registados na primeira metade do ano passado.

O resultado operacional bruto (EBITDA) estabilizou nos 20,29 milhões de euros, apenas 0,8% acima do alcançado um ano antes.

O jogo online gerou receitas brutas de 16,3 milhões de euros, dos quais 11,2 milhões relativos a jogos de fortuna ou azar e 5,1 milhões decorrentes das apostas desportivas.

O grupo Estoril-Sol destaca ainda a redução do endividamento bancário, que se situava em 2,5 milhões de euros no final de Junho deste ano, uma redução de 3,5 milhões face ao final de 2017.




pub