Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses viajam menos em 2010

Os homens são a classe predominante nas viagens de motivo "profissionais ou de negócios", enquanto que as mulheres dominam as outras duas restantes categorias, "lazer, recreio e férias" e "visita a familiares ou amigos".

Andreia Major amajor@negocios.pt 30 de Maio de 2011 às 12:12
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
Em Portugal, de Janeiro a Dezembro de 2010, foram realizadas cerca de 15,4 milhões de viagens turísticas pelos residentes em Portugal, o que representa menos 12,4% face ao valor registado em 2009 de 17,5 milhões.

As viagens turísticas em 2010 originaram cerca de 68,1 milhões de dormidas, uma quebra de 13,6% face ao período homólogo.

O principal motivo subjacente às deslocações foi “lazer, recreio ou férias” com um total de 7,5 milhões de viagens, 59,7% do total de dormidas das viagens realizadas em 2010.

Seguiu-se “visita a familiares ou amigos” que motivou cerca de 6 milhões de deslocações, o que corresponde a 28,5% das dormidas.

Por fim, “profissionais e de negócios” contou com cerca de 1,2 milhões de viagens, 6,2% do total das dormidas. As restantes dormidas associadas a motivos religiosos e saúde igualaram os 5,6%.

Do total das 68,1 milhões de dormidas, cerca de 54 milhões ocorreram em Portugal.

“Cerca de 13,8 milhões das deslocações realizadas pelos residentes em 2010 tiveram como destino um local situado no território nacional, o que significa um decréscimo de 12,3% face a 2009”, revela o relatório do Instituto Nacional de Estatística.

“Os restantes 1,6 milhões de deslocações realizadas em 2010 tiveram destinos localizados noutro país, o que se traduziu em menos 13,6% do que no ano anterior”, comunica o relatório.

Registou-se uma percentagem de 90% de deslocações em território nacional e 10% de deslocações para o estrangeiro. O meio de transporte mais utilizado nas deslocações realizadas em 2010 pelos residentes em Portugal foi o automóvel, usado em 81,9% das viagens, seguido pelo avião, 8,5%.

As deslocações de curta duração, com menos de quatro noites, representaram em 2010 cerca de 67,7% do total e o alojamento mais frequentemente utilizado nas deslocações dos residentes foi o “alojamento particular gratuito”, abrangendo 65,2% das dormidas.

Dos turistas que realizaram deslocações durante o ano de 2010, 50,3% eram mulheres e 31,2% tinham entre 45 e 64 anos, tendo sido este o escalão etário predominante.

Já na categoria “profissionais ou de negócios” os turistas são predominantemente homens, 69,6% do total, contrariamente ao observado nos outros dois principais motivos, onde esse peso não ultrapassa os 49%.

Ainda no motivo “profissionais ou de negócios”, os viajantes encontram-se repartidos essencialmente pelos escalões “25 aos 44 anos” e “45 a 64 anos".

Ver comentários
Saber mais turismo mercados Portugal Instituto Nacional de Estatística
Outras Notícias