A sua semana dia-a-dia: A decisão da Fed e as contas dos CTT e Corticeira Amorim

Depois de uma semana agitada pelos resultados, CTT e Corticeira Amorim reportam contas nos próximos dias. Nos EUA, a Fed deverá reiterar a intenção de continuar a subir juros no país.
Jornal de Negócios
pub
Patrícia Abreu 29 de julho de 2018 às 18:30

Segunda-feira Evolução da avaliação bancária em Junho


O Instituto Nacional de Estatística divulga, esta segunda-feira, o inquérito à avaliação bancária realizado pelos bancos, no âmbito da concessão de crédito à habitação, em Junho. Este indicador está a subir há 14 meses consecutivos. Ainda durante a semana serão conhecidas as estatísticas de preços da habitação ao nível local, no primeiro trimestre.
Terça-feira Lucros dos CTT no primeiro semestre
Depois de mais de metade das cotadas do PSI-20 terem reportado as contas do primeiro semestre na semana passada, os resultados regressam à praça lisboeta esta terça-feira, com a divulgação das contas dos CTT. A empresa de correios tem sido pressionada nas últimas apresentações de resultados, devido a ter sido forçada a rever em baixa as suas estimativas. No dia seguinte há mais uma cotada portuguesa a reportar os números da actividade: a Corticeira Amorim.
Terça-feira PIB da Zona Euro deverá ter mantido ritmo de crescimento

O gabinete de estatísticas europeu divulga importantes indicadores para a economia da Zona Euro. No mesmo dia serão conhecidos os números do produto interno bruto (PIB), a evolução da taxa de desemprego e a inflação. A economia do euro deverá ter crescido 2% nos três meses terminados no final de Junho, em termos homólogos, enquanto o desemprego deverá ter descido de 8,4%, para 8,3%.

Quarta-feira Fed deixa taxa de referência inalterada

O banco central norte-americano deverá deixar a taxa dos fundos federais inalterada esta quarta-feira, com o presidente da Reserva Federal (Fed) dos EUA a reiterar a intenção de continuar a normalizar as taxas de juro no país. "A economia dos EUA mantém-se forte: o recente discurso no Congresso do presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, foi totalmente consistente com as últimas atas do Comité Federal de Mercado Aberto (FOMC), ambas apresentando uma mensagem clara de confiança", sintetiza Franck Dixmier, da Allianz GI. 

Quinta-feira Banco de Inglaterra sobe juros pela segunda vez
O Banco de Inglaterra deverá anunciar esta quinta-feira uma subida das taxas de juro para 0,75%, segundo as previsões da Bloomberg. Esta será a segunda subida da taxa de referência desde Novembro. A entidade emite ainda um relatório sobre a inflação.
 
Sexta-feira Desemprego nos EUA baixa em Julho
A taxa de desemprego nos EUA deverá ter recuado em Julho. Segundo as estimativas da Bloomberg, o indicador deverá ter caído para 3,9%, face aos 4% registados em Junho, com os números do emprego a confirmarem a robustez da recuperação da economia dos EUA.  

Sexta-feira Fitch avalia dívida da Alemanha
A agência de notação financeira Fitch tem agendada uma possível acção de "rating" para a dívida soberana da Alemanha. A entidade poderá avaliar o impacto das tarifas norte-americanas sobre a economia germânica, que é fortemente dependente das exportações.
pub

pub