Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsa nacional sobe 1,5% impulsionada pelo BCP, JM e Galp

O principal índice da praça de Lisboa encerrou a sessão a subir mais de 1,5% impulsionado pelos títulos do BCP, Jerónimo Martins e Galp. Entre as restantes praças do Velho Continente, o sentimento foi igualmente de ganhos.

A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 27 de Abril de 2015 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 39
  • ...

O principal índice da praça de Lisboa encerrou pela segunda sessão consecutiva em terreno positivo. O PSI-20 somou 1,56% para os 6.132,83 pontos, com 17 empresas em alta e uma em queda. No resto da Europa, o sentimento foi de ganhos, com o principal índice helénico a registar a subida mais pronunciada – 4,51%.

 

A animar o sentimento dos investidores na Europa esteve a Grécia. Os investidores estão mais optimistas face a um eventual acordo entre as autoridades gregas e as instituições credoras. Este optimismo é suportado nomeadamente pelo facto de a Grécia ter reformulado a equipa responsável pelas negociações com os parceiros europeus e o Fundo Monetário Internacional (FMI). Varoufakis, mantém a função de supervisão, mas Alexis Tsipras, primeiro-ministro, decidiu atribuir a responsabilidade de coordenação ao economista Euclid Tsakalotos, vice-ministro dos Negócios Estrangeiros.

 

A marcar o dia nos mercados está ainda o banco britânico HSBC. O Sunday Times noticiou que o banco está a preparar um "spin off", ou seja, uma separação da unidade de retalho do resto do banco. A unidade de retalho tem um valor que ronda os 20 mil milhões de libras (27,9 mil milhões de euros).   

 

Por outro lado, ainda a marcar o sector financeiro europeu está o Deutsche Bank, que anunciou um plano de reestruturação depois de os seus lucros terem caído para cerca de metade – ou seja 544 milhões de euros - no primeiro trimestre deste ano.

 

Por cá, o BCP foi um dos títulos que mais impulsionou a praça nacional ao subir 3,71% para 8,95 cêntimos. Ainda na banca, o BPI somou 1,89% para 1,457 euros. Numa nota de análise, o Caixa BI antecipa que a instituição liderada por Fernando Ulrich possa ter regressado aos resultados positivos nos primeiros três meses de 2015. A expectativa é a de um lucro na ordem dos 28,4 milhões de euros, que compara com os 104,8 milhões de euros de prejuízos apresentados no primeiro trimestre de 2014. Os números do primeiro trimestre do BPI serão conhecidos na próxima quarta-feira, 29 de Abril.

 

Banif soma 1,45% para 0,7 cêntimos.

 

A Jerónimo Martins encerrou a subir 3,11% para 12,42 euros. Numa nota de análise a que o Negócios teve acesso, o BESI elevou preço-alvo da Jerónimo Martins para os 11,50 euros. Em relação aos resultados, os analistas do BESI esperam uma melhoria no EBITDA (resultado antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da filial polaca da cotada, a Biedronka, devido, entre outros factores, à valorização do zloty. No entanto, o BESI realça que apesar de os novos produtos introduzidos no mercado polaco beneficiarem de margens mais elevadas, a complexidade dos custos logísticos adicionais poderá resultar numa maior pressão sobre os preços.

 

Já a Sonae cresceu 1,16% para 1,313 euros.

 

Na energia, a Galp Energia cresceu 1,31% para 12,03 euros. A petrolífera apresentou esta segunda-feira lucros no valor de 121 milhões de euros no primeiro-trimestre, mais 157% face a período homólogo, impulsionada pelo aumento da produção de petróleo e da margem de refinação. Ainda assim, os números ficaram aquém das estimativas.

 

Ainda assim, para o BPI, os lucros da Galp no primeiro trimestre ficaram 5% abaixo do estimado pelo banco, que previa mais 7 milhões de euros do que o registado. Entretanto, a Galp está "atenta" a venda de activos pela Petrobras, garantiu o presidente.

 

EDP apreciou 0,31% para 3,585 euros e a EDP Renováveis cedeu 0,52% para 6,347 euros. A EDP Renováveis anunciou hoje que chegou a acordo com a EDP Brasil para adquirir a EDP Renováveis Brasil por cerca de 59 milhões de euros.

A REN encerrou a somar 0,25% para 2,808 euros.

 

A Nos valorizou 1,82% para 6,671 euros. E a PT SGPS cresceu 1,90% para 59 cêntimos.

 

(Notícia actualizada às 16h55)

 

 

 

 

Ver comentários
Saber mais bolsa banca PSI-20 BCP JM Galp
Mais lidas
Outras Notícias