Bolsa Polónia anuncia plano de estímulos de 9,2 mil milhões. Jerónimo Martins beneficia

Polónia anuncia plano de estímulos de 9,2 mil milhões. Jerónimo Martins beneficia

Os analistas acreditam que o plano irá impulsionar o consumo no segundo semestre e no próximo ano, podendo aumentar as receitas da Jerónimo Martins em 1,4 mil milhões de zlotys.
Polónia anuncia plano de estímulos de 9,2 mil milhões. Jerónimo Martins beneficia
Rita Faria 25 de fevereiro de 2019 às 13:04

O partido nacionalista Lei e Justiça, que está no poder na Polónia, anunciou este fim de semana um plano de estímulos de 10 mil milhões de zlotys (cerca de 9,2 mil milhões de euros) que inclui mais benefícios para as famílias com filhos, um alívio da carga fiscal para os trabalhadores mais jovens e um pagamento extra para os pensionistas.

As medidas, que entrarão em vigor a partir de abril, deverão promover uma subida do consumo no segundo semestre do ano e em 2020, o que beneficiará as retalhistas a operar no país, como é o caso da portuguesa Jerónimo Martins, através da Biedronka.

Os "enormes" estímulos anunciados deverão ser positivos "para todo o setor de consumo na Polónia", refere o analista do Santander Tomasz Sokolowski, citado pela Bloomberg. Já os analistas do Ipopema quantificam mesmo o impacto destas medidas, antecipando que deverão aumentar as receitas da Jerónimo Martins em 1,4 mil milhões de zlotys (cerca de 322 milhões de euros).

A refletir essa perspetiva, as ações da retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos estão a subir 2,24% para 13,23 euros, o valor mais alto em mais de duas semanas.

Os títulos da Jerónimo Martins já acumulam uma valorização de 27% desde o início do ano, tendo beneficiado recentemente da possibilidade de o Governo polaco rever a lei que obriga ao encerramento dos supermercados ao domingo.

Plano de estímulos antes das eleições do outono

O plano de estímulos foi anunciado este sábado numa convenção do partido, em Varsóvia, e surge numa altura em que o Lei e Justiça precisa de reverter a perda de apoio que registou nos últimos meses, já com os olhos postos nas eleições previstas para o outono.

O plano prevê um pagamento adicional de 1.100 zlotys (cerca de 253 euros) aos pensionistas em abril – a repetir em 2020 e 2021 – uma redução do IRS para os trabalhadores com menos de 26 anos e um aumento do abono de família a partir de julho.

"Sabemos como financiar este grande programa – este programa de 30 a 40 mil milhões de zlotys por ano", garantiu o primeiro-ministro Mateusz Morawiecki.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI