Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Queda acentuada do BPI determina descida da bolsa

A bolsa nacional já aliviou parte das quedas registadas no início da sessão, seguindo a perder menos de 0,5%, com a desvalorização superior a 7% do BPI a ser determinante para este comportamento. No resto da Europa a tendência é de ganhos, com a Grécia a subir mais de 4%.

Bloomberg
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 29 de Janeiro de 2015 às 12:42
  • Partilhar artigo
  • 10
  • ...

O PSI-20 desce 0,31% para 5.181,46 pontos, com 11 cotadas em queda e sete em alta. Entre os congéneres europeus a tendência é maioritariamente de ganhos, com destaque para a Grécia que está a subir mais de 4%, aliviando assim as perdas avultadas acumuladas nos últimos dias devido aos resultados eleitorias que deram vitória ao Syriza e que aumentaram os receios em torno do país.

 

Na bolsa nacional, o BPI, que revela esta quinta-feira, 29 de Janeiro, os seus resultados referentes a 2014 é o grande responsável pela descida. As acções do banco liderado por Fernando Ulrich estão a deslizar 7,73% para 80 cêntimos, depois de já terem tocado nos 78 cêntimos, o que corresponde ao valor mais baixo desde Julho de 2013.  O CaixaBI estima que o BPI tenha registado um prejuízo de 83,1 milhões de euros no ano passado.

 

O BCP também segue em queda, mas mais ligeira, cedendo 0,16% para 6,29 cêntimos, tendo atingido os 6,0 cêntimos, o que representa o valor mais baixo desde Outubro de 2013.

 

O Banif consegue contrariar esta tendência, avançando 2,13% para 0,6 cêntimos.

 

Em alta e a travar a descida da bolsa está também a Jerónimo Martins, ao avançar 1,09% para 9,723 euros. Já a rival Sonae SGPS cai 1,27% para 1,166 euros.

 

A travar a queda da bolsa está também a EDP, ao apreciar 0,89% para 3,518 euros, enquanto a EDP Renováveis desce 0,88% para 5,967 euros, um dia depois de ter revelado os dados provisionais. A empresa presidida por João Manso Neto fechou 2014 com um acréscimo de 5,5% na capacidade instalada e aumentou a produção de energia em 3%, o mais fraco crescimento desde a dispersão em bolsa feita em 2008.


A PT SGPS continua em queda, com as acções a descerem 2,87% para 67,6 cêntimos, enquanto a NOs está a subir 0,32% para 5,608 euros.

Ver comentários
Saber mais bolsa PSI-20 BPI BCP Grécia
Outras Notícias