Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca volta a penalizar as bolsas europeias

As bolsas europeias recuavam pressionadas pelo sector financeiro, depois de mais bancos e gestoras terem anunciado que foram afectados por investimentos falhados em crédito. O Dow Jones Soxx 50 perdia 0,87% para os 3.636,10 pontos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 15 de Agosto de 2007 às 10:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As bolsas europeias recuavam pressionadas pelo sector financeiro, depois de mais bancos e gestoras terem anunciado que foram afectados por investimentos falhados em crédito. O Dow Jones Soxx 50 perdia 0,87% para os 3.636,10 pontos.

As bolsas europeias retomaram assim a tendência de perdas, partilhando o sentimento negativo vivido nas praças norte-americanas na sessão de ontem e nos mercados asiáticos esta madrugada.

O Deustche Bank e o UBS lideravam as quedas no sector, depois de alguns analistas terem reduzido as recomendações para o sector bancário, devido às dificuldades que se fazem sentir nos mercados financeiros. As acções do Deustche Bank perdiam 2,18% para os 92,27 euros e do UBS recuavam 2,36% para os 62 francos suíços.

Em Espanha, o BBVA descia quase 2% para os 17,07 euros e o Santander perdia 1,63% para os 13,30 euros. Em França, o BNP Paribas depreciava 2,65% para os 76,11 euros e em Inglaterra, o Royal Bank of Scotland descia 2,18% para os 561 pence. O holandês ING caía 1,68% para os 29,23 euros.

"Há muita incerteza sobre o que se está a passar e sobre quem perdeu dinheiro no mercado de crédito" afirmou à Bloomberg Thomas Steinemann, da Vontobel Asset Management.

As petrolíferas também estão a contribuir para a descida dos índices, numa altura em que os preços do petróleo estão a negociar pouco alterados, em torno dos 70 dólares por barril em Londres.

A maior queda é registada pela espanhola Repsol, que perdia 1,25% para os 26,96 euros, seguida pela francesa Total, que descia 0,92% para os 53,02 euros.

Estas descidas estão a provocar a queda dos índices. O IBEX [ibex] caía 0,98% para os 14.410,10 pontos, o CAC40 [cac] recuava 1,3% para os 5.407,38 pontos, registando a descida mais acentuada entre as principais praças europeias. O FTSE depreciava 0,95% para os 6.085,20 pontos, o DAX [dax] desvalorizava 0,71% para os 7.372,18 pontos e o AEX [aex] recuava 0,83% para os 504,2 pontos.

O sector de telecomunicações, apesar de não ser suficiente para evitar a queda generalizada dos índices, contribuía para atenuar as descidas. A France Telecom ganhava 1,16% para os 20,88 euros, a Deustche Telekom subia 0,3% para os 13,24 euros e a Telefónica crescia 0,06% para os 17,72 euros, no dia em que anunciou que começou a construir uma rede de comunicações na Eslováquia.

Ver comentários
Outras Notícias