Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Benfica afunda quase 4% após Vieira suspender funções. Clube já perdeu 7 milhões em bolsa

A cotação do Benfica está a perder há quatro sessões consecutivas, um ciclo que coincidiu com a detenção do presidente Luís Filipe Vieira, que agora suspende funções.

Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 09 de Julho de 2021 às 11:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...
As ações do Sport Lisboa e Benfica SAD estão a desvalorizar 3,81% para os 2,78 euros por ação, depois de Luís Filipe Vieira, que se encontra detido desde terça-feira, ter anunciado que suspendia todas as funções no clube da Luz.

Esta é a quarta sessão consecutiva em que as ações dos "encarnados" perdem força na Euronext Lisbon, tendo perdido 6,9 milhões de euros em termos de capitalização de mercado desde as notícias que davam conta das buscas e posterior detenção de Vieira. 

Ainda assim, este é um título que tem historicamente pouca liquidez. Hoje foram negociadas apenas 354 ações, um número que fica aquém da média de 3.124 títulos transacionados nos últimos 90 dias.


A nova queda desta sexta-feira acontece numa altura em que Vieira suspendeu as funções no Benfica. O anúncio foi feito esta manhã através do seu advogado, Magalhães e Silva, que leu uma declaração em nome do líder das "águias". 

"Perante os eventos dos últimos dias, em que sou diretamente visado, e enquanto o inquérito em curso puder constituir um fator de perturbação, suspendo, com efeitos imediatos, o exercício de funções" quer no clube, quer nas participadas, referiu nesta mensagem.

Ao contrário do que ocorre com a negociação das ações dos outros dois clubes portugueses em bolsa, o FC Porto e o Sporting CP, as ações do Benfica são transacionadas em mercado contínuo na Euronext Lisboa (entre as 8h e as 16h30). Já os títulos dos "leões" e dos "dragões" negoceiam por chamada, em dois momentos do dia (às 10h30 e às 15h30).

O valor máximo alcançado pela SAD em termos de valor de mercado foi observado em janeiro de 2020, quando superou os 109 milhões de euros. Em dezembro de 2012 o valor em bolsa registou um mínimo histórico de apenas 5,5 milhões de euros. 

A SAD do Benfica, recorde-se, tem em curso uma emissão obrigacionista com um montante inicial de 35 milhões de euros, que poderá ser aumentado por decisão da SAD até 13 de julho.
Ver comentários
Saber mais Benfica Luís Filipe Vieira bolsa
Outras Notícias