Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dow Jones resiste acima dos 11.000 pontos apesar de sessão morna

Os principais índices bolsistas dos Estados Unidos encerraram mistos, sem uma direcção marcada, a ilustrar o actual clima de incerteza.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 11 de Outubro de 2010 às 21:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As bolsas norte-americanas fecharam em terreno misto, num ambiente de volatilidade. As praças do outro lado do Atlântico tinham aberto em alta, impulsionadas pela confiança dos investidores de que a Reserva Federal irá tomar medidas para proteger a recuperação do país, nomeadamente a injecção de dinheiro na economia.

No entanto, perto do final da sessão entraram no vermelho e oscilaram entre ganhos e perdas, até que encerraram pouco alteradas face a sexta-feira.

O Dow Jones terminou a ganhar 0,02%, fixando-se nos 11.008,59 pontos. Na semana passada, o Dow Jones superou a fasquia dos 11.000 pontos pela primeira vez desde o “crash” de 6 de Maio e hoje chegou a quebrar esse patamar perto do final da sessão, mas conseguiu recuperar.

O índice tecnológico Nasdaq valorizou também 0,02% para 2.402,33 pontos. Em contrapartida, o S&P 500 cedeu 0,01% para se estabelecer nos 1.165,05 pontos.

A contribuir para as perdas do Standard & Poor’s estiveram os títulos financeiros, numa altura em que os investidores estão à espera de mais resultados de empresas e especulam quanto às intenções da Fed para estimular o crescimento económico.

Do lado dos ganhos esteve a Chesapeake Energy, depois de a chinesa CNOOC ter concordado em comprar um terço de um projecto petrolífero Eagle Ford (no Texas) da empresa norte-americana.

A Monsanto, por seu lado, ganhou terreno animada pela subida dos preços do trigo e da soja. O milho também acabou por se juntar a esta tendência altista das matérias-primas agrícolas, ao fixar-se em máximos de dois anos.

A Microsoft também subiu, animada pela apresentação do seu sistema operativo Windows Phone 7.

Ver comentários
Outras Notícias