Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PPR do Estado procura "refúgio" nas acções

Mais de um quinto do dinheiro está investido em acções, para travar perdas provocadas pela exposição à dívida pública portuguesa.

Paulo Moutinho 21 de Dezembro de 2010 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O peso das acções no PPR do Estado atingiu um recorde. Superou a fasquia dos 20%, em Novembro, com o Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social (IGFCSS) a procurar refúgio perante a queda acentuada do preço das obrigações de dívida pública de Portugal.

Os dados, divulgados no folheto informativo do Fundo de Certificados de Reforma, mostram que o IGFCSS está a favorecer a exposição ao mercado accionista, aplicando 3,3 milhões de euros em acções, dos 15,4 milhões de euros actualmente sob gestão. Ou seja, 21,6% do total está investido nesta classe de activos.

A aposta está a ser bem sucedida. A rentabilidade do investimento em acções nos últimos 12 meses é positiva em 18,95%, sendo claramente o activo que mais contribuiu para o desempenho positivo do PPR do Estado, embora tenha impacto na volatilidade, que disparou para 6,27%.









logo_empresas

Ver comentários
Saber mais PPR Instituto de Gestão de Fundos de Capitalização da Segurança Social IGFCSS Fundo de Certificados de Reforma
Mais lidas
Outras Notícias