Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Três conselhos para quem tem "vouchers" da Groupon

Os consumidores que ainda tenham um "voucher" da Groupon podem pedir o seu reembolso ou tentar usufruir do serviço. Caso não consiga deve contactar a Deco de modo a perceber quais as suas alternativas.

Cupões de desconto valem estreia milionária na bolsa
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 13:06
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...

Se é um dos consumidores que foi apanhado de surpresa pelo encerramento da actividade da Groupon em Portugal e ainda tem um voucher para usar, o melhor é apressar-se. Quer peça um reembolso, quer pretenda utilizar o vale que tem em mãos procure resolver a situação o mais rapidamente possível, de modo a garantir que não vai ter problemas. A Deco deixa três conselhos para os consumidores com "vouchers" da Groupon.


Contactar a empresa

O site de compras online com desconto Groupon informou esta terça-feira, 26 de Janeiro, que vai encerrar a sua actividade em Portugal, tendo já deixado de fazer novas vendas. Quem tenha ainda um "voucher" para usar poderá pedir o reembolso deste serviço junto da empresa até ao dia 15 de Março. O primeiro conselho para quem tem um "voucher" para usar é contactar a empresa o mais rapidamente possível. "Os consumidores devem contactar a Groupon para serem reembolsados", recomenda Ana Sofia Ferreira.

Para a jurista da Deco, é fundamental que os clientes tentem realizar desde já este contacto, de modo a garantir que conseguirão obter o pagamento até à data avançada pela empresa.

Activar o "voucher"

Mas, quem pretenda ainda usufruir do seu vale pode fazê-lo. Segundo Ana Sofia Ferreira, os consumidores podem activar o "voucher". Mas, tal como no caso do reembolso, devem fazer a marcação "o mais breve possível para perceber se conseguem fazer o agendamento junto do fornecedor".

Caso, decida usar o "voucher" é importante garantir que a sua utilização é feita dentro dos termos acordados. Mesmo que a utilização do serviço seja depois da saída da Groupon do país, garanta já a reserva, uma vez que, alerta a Deco, poderão existir problemas para fazer a marcação junto de alguns fornecedores.

Pedir ajuda à Deco

Se qualquer uma destas soluções falhar – activação do "voucher" ou pedido de reembolso – , então os consumidores devem contactar a Deco, alerta a jurista da associação de defesa dos consumidores. Neste caso, a Deco irá contactar a Groupon, de modo a perceber como serão resolvidos estes casos.

"A Deco vai procurar que todas as situações possam ser resolvidas extrajudicialmente", tentando chegar a um acordo com a empresa de descontos, adiantou a mesma responsável.

Apenas se não for possível um entendimento com a Groupon é que os consumidores poderão recorrer a outras vias judiciais ou, caso haja um processo de insolvência, pedir a devolução dos seus créditos.

"Quanto mais cedo se perceber se há algum problema mais cedo os consumidores poderão pedir o reembolso, ou fazer reclamação", alerta Ana Sofia Ferreira. A jurista pede aos consumidores que informem a associação de qualquer dificuldade que estejam a enfrentar neste processo.

 

Ver comentários
Saber mais Groupon Deco consumidores voucher descontos online fornecedores
Outras Notícias